Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A SOGRA DA VEZ!

                             
   (Esta obra é uma observação da REALIDADE.Qualquer semelhança com a FICÇÃO, terá sido mera "imprudência"...)
                                                                 




       Curiosíssima esta figura singular e milenar denominada  “SOGRA”.
       Quando digo milenar, reporto-me à época da criação do universo, invejando Adão e Eva, que foram os únicos felizardos não contemplados com o primeiro e grave obstáculo do matrimônio...a sogra.Depois deles, não acredito que exista alguém que não tenha corrido o risco, real ou virtual, de tê-la ao menos como “ancestral”.
       Ainda hoje, muitas culturas praticam o pagamento de “dotes” matrimoniais aos futuros maridos de suas “moçoilas”.Fosse eu integrante dessas comunidades, lançaria a idéia de algo que contemplasse ambos os cônjuges, e após um estudo pormenorizado do “perfil” das futuras sogras,proporia um seguro proporcional ao risco de sinistro.E, diga-se de passagem, quando se trata de “sogras”, o sinistro é inevitável, oscilando desde pequenos prejuízos até danos irreparáveis!
       E, se você é um “daqueles”  que neste exato momento conclui que é alguém de sorte,que com você as coisas são diferentes;e que graças a Deus você é o filho ou a filha que ela não teve...mera ilusão meu caro !
O seu dia está mais próximo do que você possa imaginar!
       Mas voltando à minha idéia inicial,proporia eu um seguro tipo “F.G.T.S” -Fundo de Garantia por Tempo de Sogra.
       Como todos sabemos, a instituição casamento (e este é um longo assunto para outra oportunidade),tende a uma vida útil não muito longa.Portanto, assegure-se que seu “fundo de garantia por tempo de sogra”, não tenha franquia.Assim sendo, ao menor sinal de fracasso matrimonial,este fundo seria resgatado com a devida correção monetária, para salvaguardar suas perdas e danos, e se, na pior das hipóteses, o casamento mesmo no fim, não acabe nunca, assegure-se que seu fundo esteja bem aplicado.Seria um consolo, ao menos...
       Para as mulheres, sugeriria que este seguro viesse com algumas cláusulas  de garantias especiais, como por exemplo: contra o roubo do “seu” marido, contra a difamação da sua comida e da sua roupa,  contra a humilhação da sua secretária domiciliar, contra a critica a educação dos netos,  contra a inveja do carro novo que “você” comprou, mas que ela nunca acredita, contra o título de “dondoca” que ela lhe outorgará, apesar de sua  extensa jornada de trabalho, enfim, contra o risco de um dia, na calada da noite, ela lhe assinar o divórcio!
      Nesta altura, vocês me perguntariam:Como traçar o perfil da sogra?
     Tentarei, didaticamente, descrever alguns tipos básicos, mas certamente meu êxito não será total.Sempre surge um perfil novo, inusitado. Então, vamos lá!

  I- A GUERREIRA.

   É o tipo mais comum e honesto.É aquele que veste a camisa de sogra desde o primeiro momento.É mágica.Transforma o bandido em mocinho.Ela é clara e objetiva.Enfrenta e nocauteia o “inimigo” no primeiro “round”.Nunca oferece a mínima chance de defesa.Parte para a ofensiva,permanecendo fiel ao seu papel em qualquer situação.
Este tipo permite ao menos que a vítima desenvolva “anticorpos”, para sobreviver sem grandes sustos.
  Tipo monótono...pouco criativo.Acaba por perder terreno com o tempo.

   II- A INDIFERENTE.

   Seu maior atributo é a dissimulação.Fingi-se de morta.É muda, surda e cega.Nunca se mete no assunto.Nada lhe diz respeito, e sente-se muito perfeita e orgulhosa por cumprir  esta sua obrigação.Mas incrivelmente...sabe de tudo!Aos mínimos detalhes.
   Este, é um tipo PERIGOSÍSSIMO! Joga nos dois times e engana até o juiz!Faz uma verdadeira revolução, e entre mortos e feridos...ninguém se salva.
   Cuidado!Fiquem espertos.

   III- A ALIADA.

   Este é o tipo preferido por todos.É aquela que lhe faz realizar a fantasia, sempre fugaz,de que você tem a melhor sogra do mundo.Faz com que você acredite que desta vez foi diferente, ao menos com você!Ela lhe dá a sensação de ter tirado a “sorte grande” numa loteria acumulada.Mas nunca se empolgue muito.Esta sensação é passageira, e quanto menos você espera, ela lhe dará o “ar de sua desgraça”,e se fará mais sogra do que nunca!
   A decepção é grande...mas você logo supera.Acredite!

  IV-A VÍTIMA.

   Este tipo é de facílima identificação.É patognomônico:Os pródomos se manifestam precocemente, logo na cerimônia do casamento.
   Observe.Todos felizes e ela com “ares de velório”. Chora o tempo todo, borra a maquiagem.Nos cumprimentos, abraça sua “perda” por meia hora.Prepare-se:vai adoecer nos seus melhores momentos, naqueles mais inconvenientes.
   Os diagnósticos são bem conhecidos: reumatismo agudo, labirintite,palpitação, ameaça de infarto,depressão então... mas não se assuste quando perceber, que apesar de quase morrer todos os dias, ela está cada vez mais viva!
A variedade depressiva deste tipo é terrível.Não participa de nenhuma festividade.Faz questão de que todos esqueçam do aniversário dela, mas ameaça suicídio se não receber um “parabéns”...mesmo que seja o seu.
   Tenta, e sempre consegue, fazer com que você se sinta um verdadeiro e irrecuperável homicida.Aconselho fazer o jogo dela.É menos desgastante para todos.


   V-A FALECIDA.

   É o tipo ideal. Dispensa o tal f.g.t.s.
   Em respeito à sua memória, e em agradecimento à sua grande contribuição ao sossego,dispensarei maiores comentários.


   Enfim, devo salientar que os tipos podem vir combinados, ou até “involuirem” de um para outro.O estágio de falecida é sempre a única possibilidade de evolução.
   Portanto, cabe a você  diagnosticá-las, e escolher a sua “SOGRA DA VEZ”, aquela que combina melhor com o seu jeito de ser.
   E, quando seu casamento acabar, nunca se esqueça de elegantemente agradecê-la por sua participação como “protagonista” no desenlace.Jamais corra o risco de adjetivá-la como “figurante”, pois seria muito arriscado para o seu futuro.
   Ao seu suspiro de alívio...ao fugaz consolo de ao menos não ter mais sogra...ao acreditar que se livrou  dela definitivamente... nunca a subestime, porque “ex-sogra”, meus amigos, é sempre para sempre! Deus nos proteja!
   E no desenlace, saque correndo seu F.G.T.S “vitalício”, e desfrute de férias merecidas, num lugar paradisíaco, bem distante dela .
   Ao menos, uma indenização para toda vida.Ainda bem!Você nunca mais se arriscará a fazer um outro mesmo...ninguém merece...nem mesmo elas...


SP, junho de 2000


MAVI
Enviado por MAVI em 21/10/2006
Reeditado em 25/10/2006
Código do texto: T269735

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MAVI
São Paulo - São Paulo - Brasil, 56 anos
5333 textos (331805 leituras)
987 áudios (86560 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:16)
MAVI