Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cadê o esgoto ???

     Para se avaliar o nível de desenvolvimento humano dos países são utilizados como critérios vários indicadores, dentre os quais, de educação (alfabetização e taxa de matrícula nas escolas), longevidade (esperança de vida ao nascer) e renda (Produto Interno Bruto por pessoa). Outro aspecto importante a ser considerado na avaliação da qualidade de vida da população de um Estado ou município trata-se do acesso ao saneamento básico, que se refere aos serviços ligados ao esgoto, lixo e água de boa qualidade.
     No quesito captação do esgoto doméstico e comercial urbano com seu devido tratamento, tem-se que o Estado do Tocantins apresenta um índice muito baixo quando comparado com outros Estados brasileiros, pois a grande maioria dos municípios tocantinenses não possui rede de captação de esgotos e estações para seu tratamento.
     As redes de esgoto são benfeitorias importantes no combate às doenças, verminoses e endemias (doenças que ocorrem tradicionalmente em uma dada localidade, como a cólera, por exemplo), pois evitam o lançamento dos dejetos humanos diretamente nos cursos d’água (rios, córregos, lagos etc) ou mesmo na superfície do solo. Com a captação adequada dos esgotos evita-se também que inúmeros problemas ambientais ocorram, tais como a mortalidade de peixes e animais, principalmente, nos rios que cortam as cidades e povoados.
     Vale lembrar que em quase todas as residências, órgãos públicos, empresas e estabelecimentos comerciais de nosso Estado existem apenas fossas sépticas e sumidouros que recebem os dejetos ali gerados.
     As fossas sépticas recebem o esgoto e nelas os compostos orgânicos se decantam (vão para o fundo), as espumas e gorduras ficam boiando na superfície e os microorganismos, principalmente as bactérias, liberam enzimas que destroem os germes e coliformes fecais. A parte líquida dos rejeitos segue então para o sumidouro e é absorvida pela terra.
     As fossas sépticas e sumidouros são recomendados para residências e pequenos estabelecimentos localizados, principalmente na zona rural. As fossas não são indicadas para áreas urbanas muito povoadas, pois com a grande concentração delas, pode-se ter uma alta infiltração de dejetos no subsolo, que ao entrarem em contato com o lençol freático (água subterrânea), podem contaminar as fontes de abastecimento das casas (cisternas) e da cidade (represas de abastecimento público). Na zona urbana, as fossas sépticas devem ser usadas apenas como paliativas (resposta temporária) para o problema da falta de redes de esgoto e não como uma resposta definitiva, tal como ocorre em nossa cidade e na maioria dos municípios tocantinenses.
     Um outro grande prejuízo que a cidade tem por não possuir uma rede de esgoto em funcionamento é que grandes shoppings e prédios comerciais de maior escala ficam impossibilitados de se instalarem aqui, pois tais estabelecimentos geram uma grande quantidade de esgotos que não podem ser tratados apenas com fossas sépticas. De forma que a cidade perde em geração de emprego e renda.
     Em boa parte da zona urbana de Gurupi (3ª maior cidade do Tocantins) já existe uma rede de esgoto implantada e atualmente a SANEATINS (Companhia de Saneamento do Tocantins) está instalando a estação de tratamento nas proximidades do cemitério novo com o objetivo de atender essa antiga solicitação da população local.
     O NATURATINS (Instituto Natureza do Tocantins) é o órgão ambiental responsável pelo licenciamento e fiscalização dessa estação de tratamento e tem incentivado as prefeituras para que invistam em saneamento básico. Cada prefeitura que prioriza esse item em sua gestão municipal recebe, através do ICMS ECOLÓGICO, um adicional na sua renda vinda do governo estadual.
     Conforme relembra o NATURATINS, toda população deve estar atenta, cobrando dos gestores públicos que invistam em saneamento básico, pois dessa forma ganhamos em qualidade de vida e temos a certeza de que o meio ambiente também agradece.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Publicado no Jornal Chico, edição n. 07, p. 04, de 06/01/2006. Gurupi – Estado do Tocantins.

Giovanni Salera Júnior
E-mail: salerajunior@yahoo.com.br

Curriculum Vitae: http://lattes.cnpq.br/9410800331827187

Maiores informações em: http://recantodasletras.com.br/autores/salerajunior
Giovanni Salera Júnior
Enviado por Giovanni Salera Júnior em 30/10/2006
Reeditado em 30/12/2011
Código do texto: T277293
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Giovanni Salera Júnior
Palmas - Tocantins - Brasil
1045 textos (2295166 leituras)
108 e-livros (24598 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:17)
Giovanni Salera Júnior