Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O valor do Cerrado

     O Cerrado é o segundo maior bioma do Brasil e da América do Sul, ocupando 22 % do território nacional, o que equivale a cerca de 2 milhões de km². Para muitas pessoas, toda essa área do Cerrado brasileiro deve ser transformada numa imensa plantação de grãos de milho, arroz, feijão e soja, com fins de exportação. Essas pessoas afirmam que somente através dessa transformação radical das terras do Cerrado é que nossa região irá se desenvolver social e economicamente.
     Na verdade, a região do Cerrado contém uma riqueza inestimável que vai muito além da sua simples utilização na produção de grãos. Ambientalistas e pesquisadores vêm mostrando, cada vez mais, que se devem priorizar no Cerrado outras atividades econômicas que elevem substancialmente a renda da população local, sem destruir a natureza. Pois, bem diferente do que pensam os latifundiários e especuladores, o que temos visto é que o crescimento das cidades e a ocupação desordenada do Cerrado estão trazendo mais problemas para o meio ambiente do que melhoria na qualidade de vida da população.
     No Cerrado, as plantas predominantes são as gramíneas, as leguminosas e as orquídeas. Nele, já foram identificadas quase 500 espécies de orquídeas; dezenas de plantas que fornecem cortiça ou produzem óleos e resinas para várias aplicações; mais de 100 espécies consideradas medicinais (algumas usadas pela indústria farmacêutica); cerca de 200 espécies com características ornamentais; dezenas de espécies de valor madeireiro, como a aroeira, perobas, copaíba, jatobás, gonçalo-alves, jacarandás e o landim, muitas das quais estão desaparecendo da região, muitas vezes se transformando em lenha e carvão; dezenas de abelhas nativas que produzem mel e cera; dezenas de espécies que fornecem frutos, sementes ou palmitos saborosos e nutritivos.
     Entre os frutos mais conhecidos podemos citar: caju, cajá, bacuri, murici, buriti, mangaba, bacaba e pequi. Desses frutos, sem dúvida alguma, o mais associado ao Cerrado é o pequi (Caryocar brasiliense), pois esse fruto carnudo e saboroso é apreciado pelo seu enorme valor nutritivo, sendo muito aproveitado em pratos típicos, bebidas e conservas. O pequi é só um exemplo de como as espécies do Cerrado têm importância na economia local como complemento na renda de agricultores e pequenos produtores rurais.
     Se dermos o devido valor que o Cerrado merece, buscando aproveitar todas as suas potencialidades de forma sustentável, certamente teremos crescimento econômico associado à preservação ambiental e à melhoria de vida de nossa população.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Publicado no Jornal Mesa de Bar News, edição n. 225, p. 20, de 24/08/2007. Gurupi – Estado do Tocantins.

Publicado no Jornal Poderes, edição n. 318, p. 07, de 06/04/2011. Goiânia - Goiás.

Publicado no Jornal Mesa de Bar News, edição n. 427, p. 15, de 19/08/2011. Gurupi – Estado do Tocantins.


Giovanni Salera Júnior
E-mail: salerajunior@yahoo.com.br

Curriculum Vitae: http://lattes.cnpq.br/9410800331827187

Maiores informações em: http://recantodasletras.com.br/autores/salerajunior
Giovanni Salera Júnior
Enviado por Giovanni Salera Júnior em 07/11/2006
Reeditado em 01/01/2012
Código do texto: T284496
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Giovanni Salera Júnior
Palmas - Tocantins - Brasil
1045 textos (2294776 leituras)
108 e-livros (24598 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 03:59)
Giovanni Salera Júnior