Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Na Calada da Noite - Vll -

Na calada da noite...
...embriagado pela nostalgia dos “auges” tempos,
embargado pelo sopro satisfeito e ingênuo do passado,
sinto-me simplesmente em pé, parado e só na estação.

Nem dentro do trem
e nem perdido na rua a vagar fantasmagoricamente,
mas, nauseado e embebecido pelo movimento dos mundos,
parado na estação a esperar.

Terei sido contemplado
por uma dádiva além do próprio tempo?
Deveria sentir-me como possuidor do mapa para os
tesouros escondidos em meio ao sofrimento?

Talvez essa a razão de estar só na estação,
por buscar o oposto do que buscam os meus contemporâneos;
Conforto, satisfação por se tornarem aquilo
que o mundo quer que se tornem...

Serem superficialmente diferentes
em meio a igualdade fúnebre que os acometem.

Mas, de contraponto digo não ao conforto soberbo
e usurpado no qual essas almas se deleitam,
esvaeço a pele e desfaleço a carne em buscar ser
aquilo que o mundo precisa que eu seja,
e não aquilo que quer...

Busco intensamente e incisivamente
com todo o meu fôlego e propulsão
de meu âmago insólito,
fazer a diferença sólida e sóbria
planejada minuciosamente pelo nosso Supremo Inventor
e assim responder plena
e completamente a razão de eu existir nessa época.

Partindo do processo de negar a mim mesmo
até existir na existência de Cristo
e desta forma o meu chamado insólito,
ou seja, a minha incomum convocação
à submissão total a Deus,
me transformar em um grande indicador a glória,
poder e graça infindável e imiscível do nosso Pai...

Um indicador,
imaculado indicador de Cristo,
sem passado, presente e futuro,
sem história e sem registro,
sem glória e sem honra,
apenas sub-existindo nos frutos,
e assim sub-existir neste mundo
sem roubar a menor parte que seja da honra,
glória e louvor que pertencem a Deus.

(Série Crescente: Na calada da noite, nº7)
Marcelo Maia
Enviado por Marcelo Maia em 12/11/2006
Código do texto: T288945
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Maia
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil
80 textos (4101 leituras)
1 áudios (59 audições)
1 e-livros (130 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 19:45)
Marcelo Maia