Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sócrates e Platão, precursores da idéia Cristã e Espírita

Do fato de que Jesus deve ter conhecido a seita dos Essênios (seita Judia fundada há 150 anos AC, ao tempo dos Macabeus e cujos membros habitavam em monastérios e formavam uma espécie de associação moral e religiosa) seria errado concluir que dela surgiu sua doutrina, e que, se tivesse vivido em outo meio,teria professado outros princípios. As grandes idéias não surgem nunca subitamente; as que têm por base a verdade,tem sempre seus precursores que lhe preparam parcialmente os  caminhos; então tempos depois Deus envia-nos um Homem com a missão de resumir,coordenar e completar elementos esparsos e formar-lhes um corpo;deste modo a idéia não chegando bruscamente,encontra espíritos plenamente dispostos a aceitá-la. Assim ocorreu com a idéia cristã, que foi pressentida vários séculos antes de Jesus e dos Essênios e da qual Sócrates e Platão foram os principais precursores.
Sócrates , da mesma forma que Cristo nada escreveu, ou pelo menos não deixou nenhum escrito; como ele,morreu a morte dos "criminosos", vítima do fanatismo, por ter atacado as crenças tradicionais,e colocado a virtude real acima da hipocrisia e da simulação das formas, e numa palavra resumida, por ter combatido os preconceitos religiosos. Como Jesus foi acusado pelos Fariseus (Seita judia muito influente,tendo como chefe Hillel,doutor judeu fundador  há 180-200 anos AC de célebre escola,onde se ensinava a fé baseada nas escrituras  dogmaticamente interpretadas , muito embora a religião era para eles antes um meio de subir do que o objeto de uma fé sincera,inimigos dos inovadores e muito poderosos em Jerusalém)do seu tempo de corromper o povo pelos seus ensinamentos, também como Sócrates foi acusado e morto. Acusaram-no de corromper a juventude, proclamando o dogma da unicidade de Deus, da imortalidade da alma e da vida futura e eterna. Ainda que não, conhecemos a doutrina de Jesus senão através das escrituras dos seus  discípulos, não conhecemos a de Sócrates senão pelos escritos do seu discípulo Platão.
Apartir daqui é interessante e útil resumir os seus pontos principais para mostrar sua concordância com os princípios do cristianismo.
Àqueles que considerem esse paralelo um absurdo por entenderem que não poderia haver paridade entre a doutrina de um pagão e a do Cristo, responde-se: em tese a doutrina do Sócrates não era exatamente pagã uma vez que tinha como objetivo combater o paganismo; que a doutrina de Jesus muito mais completa e depurada em nada tem a perder com a comparação; que a grandeza da missão divina do Cristo com isso não seria diminuida; que aliás está na história e não pode ser abafada. O homem já atingiu um ponto em que a luz irradia por sí mesma por sob a terra e está maduro para encara-la;tanto pior para aqueles que não ousam abrir os olhos. Já deveríamos examinar as coisas mais amplamente e do alto e não mais pelo ponto de vista mesquinho e estreito dos interesses de seitas e castas.
Isso posto é provado, por outro lado, que se Sócrates e Platão pressentiram a idéia cristã, encontraram-se igualmente em suas doutrinas os princípios fundamentais do Espiritismo.
 
Di Souza
Enviado por Di Souza em 14/11/2006
Código do texto: T291289
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Di Souza
Salvador - Bahia - Brasil
33 textos (1320 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:36)
Di Souza