Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem trancas

Sem trancas

De ti espero somente as sementes para o novo amanhecer, o olhar tranqüilo no horizonte e as tardes pacatas de sorrisos despretensiosas...
Não espero convites nem lugares definidos,
não combinam contigo chaves e portas, não tens bagagens nas costas, mas és do mundo um pedaço que vaga, plantado num chão seguro...
De ti me chegam canções...espumas das explosões de muitas ondas, batendo e se esparramando serenas...tapetes que se estendem ao longo de mim, como beijos sem fim...
Dividimos o mesmo mundo...nada mais, para que de nós nunca se perda a magia...
Me terás sempre nas estrelas, no sopro dos ventos, no vão dos pensamentos...não mais que uma brisa suave a cantarolar
liras compostas de muitas palavras...
Serei areia fina nas tuas mãos e tu notas da minha canção...
De ti o quero o beijo doce, sem pressa, que
atravessa a noite e
me roça o rosto adormecido...como para ti terei sempre um riso branco...
franco...que nunca se esvazia...
Guarda-me entre os teus segredos, no cofre das tuas lembranças...
eternas crianças que somos, nos encontramos no mundo
dos sonhos que construímos...de onde jamais saímos...
Quando o crepúsculo
turvar nossos olhares...nas luzes acesas dos nossos olhos...estaremos frente a frente aos
nossos devaneios...unicamente
nossos...
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 02/02/2005
Código do texto: T3308

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 61 anos
1054 textos (55379 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/16 10:42)
Angélica Teresa Almstadter