Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Afastando A Depressão


É muito comum associar-se doenças graves com estados psicológicos depressivos e grandes sofrimentos.Embora haja pouca estatística disponível, os comentários provenientes de observações do dia-a-dia levam-nos a esta conclusão que correlaciona doenças físicas à depressão. É possível que, no futuro, as estatísticas confirmem o bom senso popular tantas vezes sábio e preciso.
A depressão continua sendo um mistério apesar da grande quantidade de pessoas que sofre dos efeitos do chamado mal do século; já se comercializa medicamentos e apoio psicológico em função do mal cujas causas pouco se conhece, mas cujos efeitos são devastadores para as vidas de muitas pessoas.
O que seria a depressão? De onde provem esse mal? Como evitá-lo? É possível livrar-se dele?
Existem certas propensões psicológicas que contribuem para os estados mencionados e que poderiam ser neutralizadas pelo próprio indivíduo. A tendência ao isolamento é uma delas, pois leva a pessoa a afastar-se de seus semelhantes e limitar as possibilidades de vencer a tristeza e o desânimo. Estamos aqui para viver socialmente e interessar-nos pelo que acontece com os nossos semelhantes; a instruir-nos e alegrar-nos com essa convivência que nos é tão necessária como o ar que respiramos.
Essa propensão ao isolamento tem a ver com um outro defeito generalizado que é a indiferença que elimina o interesse que se deve ter para com o que acontece conosco e com os outros seres humanos. A vida não deve ser indiferente a nada; a morte, sim, é indiferente a tudo. Devemos interessar-nos por tudo; principiando pela própria vida e pelo que poderemos fazer com ela transformando-a e enriquecendo-a continuamente.
No fundo, todos os seres humanos buscam a felicidade e, ao não encontrá-la, caem na depressão. Isto porque se concentra a busca num só ponto e, ao não realizá-la, tudo parece desabar.
Será necessário buscar a felicidade em vários aspectos da vida e conformar-se com pequenas vitórias, singelos sucessos, diminutas realizações nos mais variados aspectos da atividade humana. Os pequenos sucessos acumulados podem ser as contas de um formoso colar chamado felicidade que é o oposto ao desânimo, ao abatimento e à depressão.
Será necessário desalojar da mente os pensamentos que deprimem o ânimo. Buscar o conhecimento que traga a alegria, o otimismo e a esperança que não existe para o pessimista, para o que acha que tudo termina por causa de uma contrariedade. Será necessário rever estes pensamentos obscuros para livrar-se da depressão, um mal psicológico que tanto se alastra.
O ser humano deve atender suas vidas material, psicológica e espiritual. Qualquer desequilíbrio neste sentido trará conseqüências para a sua estabilidade emocional, sendo a depressão uma das mais comuns.
Concentrar todas as energias no desenvolvimento da vida material, esquecendo-se das outras duas, trará, inevitavelmente, um vazio interior que riqueza alguma haverá de preencher.
A vida espiritual aqui assinalada deverá ser despojada de qualquer artifício místico ou contemplativo. Deverá significar, antes de tudo, a postura inteligente de quem quer conhecer-se e aperfeiçoar-se para poder ser útil a si mesmo e aos seus semelhantes.



Nagib Anderaos Neto
www.nagib.zip.net
Nagib Anderáos Neto
Enviado por Nagib Anderáos Neto em 01/08/2005
Código do texto: T39549
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nagib Anderáos Neto
São Paulo - São Paulo - Brasil
366 textos (88012 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 00:06)
Nagib Anderáos Neto