Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MPB - FORRÓ

Origem do Forró

O uso da sanfona de oito baixos, posteriormente do acordeon, do triângulo e do zabumba, com o canto de melodias ritimadas, a exemplo do baião, do xote, da marchinha, do maracatu e letras (textos poéticos rimados) alusivos ao viver do homem do campo e às crendices dos santos José, João e Pedro deu origem a esse estilo musical do nordeste brasileiro O forró.

Há quem garanta que a palavra forró nasceu de uma alusão abrasileirada das  palavras inglesas: for = para + all = todos. Do for all teria sido criado o termo forró.

No dicionário da língua portuguesa, entretanto, encontra-se a palavra forró como sinônimo de forrobodó, que significa festança; baile da ralé em que há grande comezaina.

O verdadeiro forró, além de ter música e dança típicas, tambem há que ter comidas e bebidas típicas em fartura, a exemplo de canjicas, milho assado, milho cozido, pamonhas, amendoim torrado ou cozido; as bebidas quentão - feita de cachaça com gengibre e servida quente - o licor de genipapo entre outras iguarias.

na verdade, o forró é um grande arrasta-pé que acontece em todo o nordeste no mês de junho. Atualmente, o forró banalizou-se e acontece a qualquer tempo, até nas grandes cidades. Há municípios que fazem forró com trios elétricos, descaracterizando ainda mais as nossas raízes culturais.

Nomes ligados ao Forró
Luis Gonzaga, que ficou imortalizado como "Ö Rei do Baião", compôs centenas de músicas que  passaram para o cancioneiro popular, a maioria delas em parceria com Humberto Teixeira, pontificando "Asa Branca", "Pau-de-Arara "Xote das Meninas".

Jakson do Pandeiro, Anastácia, Sivuca, Dominguinhos, etc.
Nos últimos tempos, muitas melodias com letras de duplo sentido, foram gravadas e muito divulgadas pela mídia, levando o forró para uma situação mais sensual, tirando-lhe o aspecto folclórico para o qual serviu durante mais de cem anos; entretanto, a tendência é de um retorno gradual às origens do forró tradicional, até porque as músicas compostas com o imediatismo próprio do consumo não perduram; as músicas que ficam são aquelas de melhor qualidade, compostas com a seriedade que caracteriza o nosso homem do campo, mesmo que rechedas de inteligentes metáforas.
Ricardo De Benedictis
Enviado por Ricardo De Benedictis em 11/08/2005
Código do texto: T41851

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo De Benedictis
Vitória da Conquista - Bahia - Brasil, 77 anos
1214 textos (272366 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 22:58)
Ricardo De Benedictis