Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESSA TRANQUEIRA TÁ FECHADA !

Nao vá me fechar a porta agora
eu já estou quase indo embora.
Não desejo levar saudade
o meu coração não aguenta essa maldade.
Eu do seu coração inquilino.
Você do meu proprietária.
O meu carinho por você não é pequenino.
Teu nome tenho em relicário.
Nada de ciúmes e brigas
em caso de letígio vou para justiça
para brigar por este amor.
Vou arranjar um dotôr e treis fiador,
mas não posso perder este amor.
¨Data venia¨ Se não eu levo a lenha.
Abra logo o jogo!
Que apago este fogo.
Num é isso que se quer?
Mulher!
Veja a ousadia
neste escrito
que até  penso
virar poesia.
O que há de ser,
será!
E ninguem vai atrapalhar.

 
Rs t...  02 de Maio 2007  12:01
Ofside
Enviado por Ofside em 24/08/2007
Reeditado em 16/04/2009
Código do texto: T621744

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ofside
Rio Claro - Rio de Janeiro - Brasil
1661 textos (84746 leituras)
38 e-livros (809 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 08:31)
Ofside