Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LITERATURA ERÓTICA: ARTE OU PORNOGRAFIA?

               

  Faz tempo que, ao observar as nuanças do que se conceitua “mundo artístico”, tenho feito-me alguns questionamentos.
Primeiramente, fui atrás de tentar conceituar...ARTE.
O vernáculo “arte”, recorrendo-se ao AURÉLIO, pode ser  usado de várias formas, configurando várias situações; mas a que aqui me refiro, seria justamente à faculdade que têm “Os Artistas”, após o domínio de determinados instrumentos que sensibilizam os sentidos, e CARREGADOS DE VIVÊNCIA PESSOAL E PROFUNDA,    desencadearem...através de suas obras, emoções, estados de espírito “de caráter estético” , que retomam ou renovam sensações a quem as observa.
Achei a tal definição meio incompleta.Não a vejo tão somente assim.
Mas aqui está o questionamento que me faço: Haveria algum  “estado de espírito” que diferenciaria a arte da não arte? Ou seja, seria  artístico algo que não acrescenta, deixando-nos a sensação de “oco” de propósitos e mensagens?
Qual o critério teriam os críticos de arte para diferi-la da pseudo arte, ou seja, daquela “arte” voltada para a larga produção e consumo, sem o mínimo de qualidade técnica?
Observem: Ao se ler um poema, ao se ouvir uma música, ao se observar um desenho, uma pintura, uma fotografia, uma cena, uma fita, temos instantaneamente a sensação do que é "arte", mesmo sem conceituá-la!
Muitas vezes há repulsa (Credo!)... outras de prazer...(Que lindo!!)-mas vejam ambas comunicam, mas nem sempre atraem!
E se não agradam, talvez não tenham se valido, os artistas, da forma ideal de expressão, por conseguinte,não alcançam a real comunicação artística, pois uma obra nunca quer afugentar.
Acredito que o que define a arte como arte, é capacidade que o artista tem, através da beleza, de alcançar o  ÍNTIMO DA ALMA DE OUTREM.E isso é dom inato.
Os artistas têm toda a matéria  prima à sua disposição: Letras, palavras, tintas , telas, pincéis, grafite, filmes, fatos, vida...mas fará a diferença aquele que souber melhor trabalhar os recursos para obter o seu intento:ENCANTAR.
Não ENCANTA  aquele que, apesar da estética, tão somente atinge a impressão dos sentidos(corpo)...é mister  ELEVAR  o espírito.
Criar cenários não basta.Há que se transportar o expectador para dentro da obra do artista. E sem apelação!
Temos que comunicar o abstrato, o subliminar da vida e das experiências, mandar a mensagem, e nossa arte sem dúvida alguma, também é parte de nós.
Cada artista é um conjunto de histórias, de sensações, de situações de vida,e é impossível não nos amalgamarmos à nossa arte.
Trata-se do nosso olhar para a vida!
Impossível comunicar algo sem conhecer a matéria à qual nos propomos a cantar...
Porque arte é grito, é repúdio, é questionamento, é denúncia  é aconchego , é fuga, é descanso, é ALIMENTO, É VIDA.
Enfim, um pouco de cada um de nós para os olhos do mundo!
E por mais que sejamos ficção, há que se lembrar, por exemplo, do conhecido poema de FERNANDO PESSOA, quando diz que “ O poeta é um fingidor, e finge tão completamente... que chega a fingir que é  dor, a dor que DEVERAS SENTE.
Só para terminar, exemplifico com algo que tenho percebido nas letras.
Às vezes , sinto vontade de me arriscar no erotismo, em poemas sensuais. Tenho dificuldade.
Vejam, é dificílimo trabalhar a sensualidade e o erotismo nas letras, sem cair na quase pornografia.A linha demarcatória é muito tênue...
O que tenho percebido, que nesse gênero, se  confunde muito as estações.
O que poderia ser algo sensual, belo, e harmonioso, transforma-se facilmente num pastelão pornografico apelativo, que claro, chama atenção pelo tema porque envolve os sentidos, mas muito longe está de alimentar a alma.
Mas enfim...somos adultos suficientes para sabermos qual o alimento que melhor nos convém.
Afinal, pornografia é arte?
MAVI
Enviado por MAVI em 13/10/2007
Reeditado em 13/10/2007
Código do texto: T693143

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MAVI
São Paulo - São Paulo - Brasil, 57 anos
5422 textos (339075 leituras)
991 áudios (86925 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 16:12)
MAVI