Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem tema

Os pássaros adormecem
seus gorjeios entre as penas.
E suas penas escondem-se
entre os ramos da laranjeira.
Enquanto a laranjeira
espera a chuva,
eu sonho um pomar inteiro
de cores e sabores
de certezas e começos.
Não há no jardim
um só orvalho sem
sua folha.
Não há em mim
nenhuma vontade
de adormecer
o poema.
E na pena de bico fino
o nanquim escorre
mostrando desenhos
assimétricos
ao meu olhar inquieto.
Enquanto isso,
os pássaros adormecem
nos meus versos sem rima,
seus gorjeios e suas penas.
Dora Leal
Enviado por Dora Leal em 15/10/2007
Código do texto: T694613

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Dôra Leal). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dora Leal
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
509 textos (25899 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 10:01)
Dora Leal