Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dicas para acampar

     Vai chegando o final de semana, um feriado ou o período de férias escolares e toda família começa a se movimentar, fazendo listas, preparando malas e mochilas, comprando coisas, tudo isso com o objetivo de sair do ambiente estressante e conturbado das cidades e buscar um pouco de sossego em outro local próximo à natureza.
     Foi pensando nisso que reunimos aqui algumas dicas para quem gosta de acampar. Essas recomendações e conselhos servem também para quem vai fazer algum trabalho, como por exemplo, uma aula de campo com estudantes e universitários, ou para adeptos do ecoturismo que queiram fazer uma trilha ecológica em uma Unidade de Conservação (Parque, Reserva Biológica, Monumento Natural etc.), ou ainda para aqueles que vão visitar uma Terra Indígena.
     Não deixe os detalhes da viagem para a última hora. Um planejamento prévio é fundamental, serve para quase tudo na vida. Em geral, as pessoas que acham que a improvisação é algo bom, são na verdade preguiçosas e desorganizadas, que não gostam de se preparar antecipadamente, o que acaba gerando, muitas vezes, uma série de transtornos e preocupações desnecessárias. Portanto, pense bem antes de decidir para onde ir, o que levar e, também, o que não levar.
     Não leve muita bagagem; ponha nas malas só o que for de extrema necessidade. Leve roupas e calçados leves, confortáveis e fáceis de lavar.
     Não esqueça a lanterna, o repelente, o protetor solar e um boné.
     Não leve jóias e objetos de valor, que podem ser perdidos no acampamento.
     Leve um kit de primeiros-socorros. Se você toma algum medicamento, não o esqueça.
     Além dos fósforos, leve também um ou dois isqueiros, pois no caso de uma chuva molhar os fósforos você estará preparado.
     Lembre-se que fogos de artifício são proibidos em áreas de camping.
     Procure acampar em silêncio, preservando a tranqüilidade e a harmonia do ambiente. Deixe em casa os rádios e demais aparelhos sonoros. Procure se deliciar com os sons da natureza.
     Cheque sua mala antes de sair para não esquecer os itens básicos.
Entre previamente em contato com os administradores do local que você vai visitar para se instruir sobre regulamentos e restrições existentes.
     Se você tem uma vida sedentária, procure manter uma atividade física nos três meses que antecedem a sua viagem, pois a sua disposição e rendimento durante as atividades de campo serão menos desgastantes. E, ao voltar para casa, não perca o pique, continue se exercitando fisicamente com regularidade, pois dessa forma você vai ganhar em qualidade de vida.
     Seja desinibido e esteja pronto para fazer novas amizades. Em geral, os locais de camping são ótimos lugares para conhecer pessoas.
     Informe-se sobre as condições climáticas do local e consulte algum site de previsão do tempo antes de qualquer visita em ambientes naturais. Mas, não confie totalmente nestas previsões, especialmente no verão quando mudanças repentinas de tempo, com temporais e cabeças d´água, são comuns principalmente nas regiões serranas e litorâneas. Não esqueça os apetrechos de proteção (capa de chuva, luvas, cobertor, moletom etc.).
     Dê preferência para visitar nascentes, cachoeiras e quedas d’água no período da manhã, pois às vezes ocorrem mudanças de tempo e como em geral o acesso a esses locais é difícil com a chegada de uma chuva o percurso na volta por ficar bem difícil.
     Não se esqueça que o salvamento em ambientes naturais é muito trabalhoso. Além disso, um operação de resgate pode levar dias e causar grandes danos ao ambiente. Portanto, não se arrisque sem necessidade e seja sempre cuidadoso.
     Não provoque interferências no local de camping. Não construa qualquer tipo de estrutura, como bancos, mesas, pontes, etc. Não saia quebrando ou cortando galhos de árvores, mesmo que estejam mortas ou tombadas, porque podem servir de abrigo para animais silvestres.
     Seja bastante cuidadoso na hora de acender fogueiras, velas e lampiões. Só acenda as fogueiras após limpar bem o local, retirando completamente a vegetação em volta. Procure fazer sua fogueira em local aberto, como por exemplo, numa clareira ou à beira do rio, para que o fogo não prejudique os galhos e folhas das árvores que estejam em volta ou acima dela. Quando não for mais utilizar a fogueira, certifique-se que as brasas estão apagadas e resfriadas. Se possível, enterre o as sobras de material (carvão, brasas e cinza). Não jogue os restos da fogueira no rio. Nunca se ausente do acampamento, deixando para trás a fogueira acessa ou com torrões em brasa.
     Resista ao desejo de levar "souvenires" para casa. Deixe pedras, artefatos, flores, conchas etc., onde você os encontrou para que outros também possam apreciá-los. Não risque nenhuma árvore ou rocha, colocando nomes, corações e outros desenhos.
      Não retire flores e plantas nativas, como por exemplo, orquídeas e samambaias. Se você quer ter recordações do local que visitou, leve uma ótima máquina fotografia ou uma filmadora.
      Deixe seus animais domésticos na cidade. Não recomendo que as pessoas levem animais domésticos para passeios em áreas de camping, pois muitas vezes isso causa incômodo às outras pessoas e também aos animais nativos.
      Não dê alimento aos animais silvestres (pássaros, micos, quatis etc.). Eles podem acabar se acostumando com isso e passar a invadir os acampamentos em busca de alimento, danificando barracas, mochilas e outros equipamentos.
     Algumas pessoas dizem que se deve evitare roupas e outros apetrechos de cores fortes, como vermelho, alaranjado ou amarelo, porque podem ser vistas de grandes distâncias, o que acaba quebrando a harmonia dos ambientes naturais. Tais pessoas recomendam que se deve usar roupas e equipamentos de cores naturais, para evitar a poluição visual em locais muito freqüentados. Outros pensam de forma bem contrária a isso, pois em um ambiente natural, cores fortes, podem ser vistas a grandes distâncias e contribuir para a localização em situação de resgate.
     Ao final de tudo, certifique-se para não deixar nada para trás. Leve sacos plásticos para trazer todo lixo de volta até um vilarejo ou cidade mais próxima.
     Seja um agente multiplicador da educação ambiental; repasse essas informações aos outros.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Publicado no Jornal Mesa de Bar News, edição n. 253, p. 04, de 28/03/2008. Gurupi – Estado do Tocantins.

Publicado no Jornal Mesa de Bar News, edição n. 421, p. 15, de 08/07/2011. Gurupi – Estado do Tocantins.

Giovanni Salera Júnior
E-mail: salerajunior@yahoo.com.br

Curriculum Vitae: http://lattes.cnpq.br/9410800331827187

Maiores informações em: http://recantodasletras.com.br/autores/salerajunior
Giovanni Salera Júnior
Enviado por Giovanni Salera Júnior em 02/11/2007
Reeditado em 30/12/2011
Código do texto: T720261
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Giovanni Salera Júnior
Palmas - Tocantins - Brasil
1068 textos (2556972 leituras)
108 e-livros (25057 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 12:20)
Giovanni Salera Júnior