Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Talvez perpetua.
 
Talvez meu dia nem nasça
E eu possa te amar como nunca.
 
Talvez venha reeditar teus sentidos
Deixaria de ser literal para ser algo carnal.
 
Talvez dedos sejam mesmo tachinhas plantadas ao chão
Pelos, as fontes de escritas decifradas apenas pelos teus olhos
Boca a boca, o gosto esquecido em nostalgia direta de um beijo teu.
 
Talvez fomos feitos um para outro
Minha sombra seja tua imagem
E dos meus sentimentos construa teu prazer.
 
Talvez palavras feitas de papel arroz
Letras góticas de curvas perfeitas
Um corpo Itálico em negrito reluzente.
 
Talvez imaginando o nosso amor que se inscreve
Possa enfim fechar o círculo
E derramar meu gozo letras no teu ventre página.


Lorenzo Giuliano Ferrari
Enviado por Lorenzo Giuliano Ferrari em 02/11/2007
Código do texto: T720621
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lorenzo Giuliano Ferrari
São Paulo - São Paulo - Brasil, 54 anos
1837 textos (51335 leituras)
1 áudios (2457 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 11:53)
Lorenzo Giuliano Ferrari