Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Através de quantas misturas me tornei quem sou


EU não conheci o meu bisa
Desconheço a sua cor
Há pessoas que insistem numa raça padrão
Mas não sabem sua origem
Esquecem o que é a miscigenação
E o Brasil fica sem cara
Esconde-se atrás da máscara da interpretação
Há idiotas racistas vivendo de ilusão
Dizem-se cem por cento
Mas nem imagina qual é o intento dessa vil afirmação!

Quem é melhor do que quem
Dois olhos, dois ouvidos...
E um único coração!
Cague ouro quem se acha bonzão!
Embora os pensamentos de um racista
Já esteja no estágio de putrefação
E nem o tal Jesus lhe concederá a salvação
Espero que um dia aprenda a olhar para o outro
Como um igual independentemente de classe,
Cor ou religião!
Visto que não se difere racismo de discriminação!!
Raul Sidarta
Enviado por Raul Sidarta em 15/11/2007
Código do texto: T738155
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Raul Sidarta
São Paulo - São Paulo - Brasil, 49 anos
47 textos (14784 leituras)
1 áudios (88 audições)
2 e-livros (196 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 00:28)
Raul Sidarta