Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tinha uma pedra no meio do caminho

"Tinha uma pedra no meio do caminho, no meio do caminho tinha uma pedra." Mas não foi preciso um tênis de marca, nem mesmo um coturno fodido para que ele mirasse à pedra e desse um chute com toda cólera do mundo. A pedra planou durante alguns metros à frente. O muleque satisfeito, deu um sorriso, mesmo com a cara meio desfigurada em reação à dor que sentia no dedão. Sabia que o caminho estava livre por ali, podia caminhar àgora rumo ao teu objetivo, que não era nada demais. Não era pedir demais querer aquilo. Mas ele estava convícto de que a luta era necessária. E que o dedão do pé ia se curar à tempo dele alcançar mais uma vez a maldita pedra e dar nela outro chute para ela pairar um pouco mais à frente. A pedra estava sempre no caminho, e sempre estaria, mas enquanto ele tivesse forças, iria combater a pedra. E se ele perdesse o dedão em um chute desses, ele tinha ainda o outro dedão, e tinha as mãos, e tinha tudo, a pedra não podia com ele. E ele tinha a cabeça, com um pensamento no objetivo, outro na luta, outro nos que tinham tudo para chutar a pedra, mas quiseram pular e acabaram tropeçando.
Júnior Leal
Enviado por Júnior Leal em 28/03/2005
Código do texto: T8222

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Júnior Leal
Lagoa Santa - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
958 textos (30829 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:31)
Júnior Leal