Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fecharam o rolo...

Fecharam com o rolo. Tinha que fechar de qualquer jeito. Não dava mais para agüentar aquele tédio. tudo que se fazia, falava, queria, ia por água. Tudo. Mas alguém ainda tinha uma leve esperança de acontecer alguma coisa que pudesse salvar essa parada. Ela se engalfinhou até o pescoço, mas não deu. Ninguém dava nada por aquilo.
Era o mais grosso fim de carreira que qualquer um podia agüentar. As mudanças tinham começado logo nos primeiros sintomas. Agonizante, ia afundando, afundando, afundando, afundando, até ficar completamente atolado. Faltava tudo, desde material até inspiração. Houve até uma tentativa de passar para outro local. Afinal, outros ares poderiam levantar a moral combalida de todos. Mas era no nome que a coisa pegava. Aquele nome não tinha nada a ver com nada. Era até uma afronta para as concorrentes. Uma completa falta de imaginação. Deu tanta briga, que virou até caso jurídico, com direito a ser multado, maltratado, entre outras coisas, num processo ridículo e que todos sabiam que não ia dar em boa coisa para eles. de cara, foi a primeira queimada que tomaram.
Depois veio o desfalque com a falta de capacidade de negociar. Foram pegos pela inocência, e pagaram um pato lascado em uma das mais estúpidas negociações que se possa imaginar. Imaginavam que era um grande filé, mas veio uma carne de pescoço, e outro estrago foi aberto no caixa. Sem contar um bate boca com direito a tapas em uma das meninas, que gerou mais um bom processo, que nem deu para recorrer. Pagaram com juros e correção e ficaram mais sujos ainda na praça. Só tinha que ir para o espaço mesmo. Todo mundo já esperava e aplaudiram aliviados quando ficaram sabendo do fechamento. Um regalo. Quase justo, pois a MERDE tinha fechado.

Quanta bosta não teve o mesmo caminho, com nomes muito mais pomposos... Eu mesmo trabalhei em algumas, infelizmente talvez...apesar de nunca me arrepender de nada.

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 28/03/2005
Código do texto: T8299
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 56 anos
3231 textos (120196 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/16 02:10)
Peixão