Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A arte de ouvir

        Em nossa cultura, observamos que ouvir com plena atenção é um aspecto muito negligenciado nas comunicações interpessoais. Porém, falar e ouvir são elementos essenciais. A qualidade  de ambos define a qualidade das interações humanas.

Comumente, as pessoas preocupam-se mais com o que vão dizer, ou responder, do que propriamente com o ato de ouvir, que não é, em absoluto, uma condição passiva, pois necessita de apreciável esforço e concentração.

Assim, devemos conscientizar-nos de quanto é importante ouvir com atenção, mesmo durante um tempo prolongado. Realmente, trata-se de uma arte, e deve ser desenvolvida.

Quando ouvimos o nosso interlocutor com respeito, sensibilidade e serena atenção, podemos nos transportar para o interior de sua mente e acompanhar sua trajetória, elaborando imagens reais do que está sendo narrado, discutido, desenvolvido.

        Nestes mágicos momentos, estamos demonstrando ao nosso interlocutor que o aceitamos como pessoa que possui idéias dignas de serem ouvidas, como pessoa que elabora questões dignas de atenção, como pessoa plena de dignidade a ser respeitada.

Nosso interlocutor, em tal situação, sente-se à vontade, seguro, confiante, e pode revelar seus pensamentos e sentimentos mais profundos, com toda a plenitude. Isto é admirável. Ele experimenta uma sensação de elevada auto-estima, pois está sendo apreciado por inteiro.

De nossa parte, seremos capazes de compreender suas idéias, proposições, pontos de vista, com inteireza, pois não estamos interferindo com nossas próprias idéias, teorias, valores, crenças, preconceitos. Isto não significa concordância com tudo o que está sendo afirmado. De forma alguma. Quando chegar a nossa vez de falar, nas mesmas condições, nos será possível expor, com clareza e profundidade, tudo que tivermos a dizer, de conformidade com nossas próprias convicções.

O silêncio vale ouro. Provérbio popular muito conhecido, porém, pouco compreendido. Mas, é exatamente nos  preciosos momentos de interação pessoal que devemos nos valer do silêncio. Porém, um silêncio criativo, encorajador, que estimula o outro a dizer tudo quanto precisa dizer.

Assim, em próxima oportunidade em que estivermos conversando com alguém, poderemos colocar em prática estas proposições. Desenvolvendo a verdadeira arte de ouvir, estaremos contribuindo para o estabelecimento da harmonia e da paz nas relações humanas.

        Do livro do autor "A Arte de Viver"
Ramiro Sápiras
Enviado por Ramiro Sápiras em 09/12/2005
Código do texto: T83053
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ramiro Sápiras
São Leopoldo - Rio Grande do Sul - Brasil, 76 anos
57 textos (192580 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:34)
Ramiro Sápiras