Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Naveguei na internet procurando...

Naveguei na internet procurando assunto e te encontrei procurando respostas.
Tentei mostrar alguns caminhos e vi você escolhendo rotas alternativas. Tentei sinalizar, chamando a sua atenção, mas você preferiu outro download de música. Voltei ao ponto de partida, mas não vi mais ninguém no chat. Deixei mensagens abertas, e encontrei portas fechadas. Pensei em algum erro, conexão errada, linha ocupada, e nada. Onde mais procurava, nenhum vestígio encontrei. Respirei fundo, ainda existo. Não sou uma projeção em holografia. Deixe ver se ainda sinto a minha carne. Úi! Isso dói! Desculpe. Fiquei com um beliscão no braço. Ei! olhe, tem alguma coisa ali atrás... Ah! já passou de novo. Oh! céus... Tenho que começar tudo de novo. Perdi a trilha. Parece que já vi esse filme algumas vezes... Preciso melhorar o roteiro... uhh! talvez, um toquezinho aqui, uma ajeitadinha ali. Estou coçando a cabeça, agora. Um momento. O pescoço também. Sim, falta um cigarro, deixa ver... ah! aqui está. Bem, agora são 23:49, hoje é domingo, tive um dia meio devagar, sim, alguns momentos assim, outros assados, bem vejamos... Ah! Bem, ela ficou uma fera. Não, isso não está bom. Vejamos.... Eu fiquei uma fera...Uhhhh! também não. Ele estava com a mão no queixo, pensando no que responder. Tudo estava errado. Alguma coisa tinha sido deixada para trás, e ele não conseguia perceber. Há muito tempo ele não percebia o movimento ao redor, e ela queria alguma coisa diferente. Ele não era mais diferente. Tinha que ser isso. Se ficar aí com essa mão no queixo, nada vai acontecer. Ela quer ação, ela quer atitudes. Ela quer ouvir mais, Ela também gosta de um comando. Não, não, não. Você nem sabe se ela realmente gosta de comando, ou se ela já está de saco cheio de ser comandada... Talvez, seja isso... Ela estava de saco cheio de ser mandada. - Esse começo ficou melhor. Uma vida inteira sendo mandada. Quero isso. Faça isso, Faça aquilo. Isso eu não quero. Aquilo eu não gosto. Tudo levava a crer que ela queria apenas ficar na dela. Sem ninguém para interferir. -  Mas eu não interfiro. Acho que não... Você está com a mão no queixo de novo, e nem sabe o que dizer... Céus, o que eu estou fazendo. Cadê a interrogação desse teclado porra!!O cigarro está pela metade, e ainda não achei a porra da interrogação....Ainda sinto o brilho desses olhos...

Peixão89
(26/12/2001 14:45:40)
Peixão
Enviado por Peixão em 29/03/2005
Código do texto: T8595
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120252 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 15:02)
Peixão