Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O IDEAL

Quantas oportunidades perdemos ou deixamos de viver por que estamos preocupados com o que os outros ou a sociedade pensam , e quantas outras por não estarmos focados em nossos sonhos e felicidade , não acredito que qualquer outra pessoa a não ser você mesmo(a) seja responsável pela própria felicidade , não estendo isso ao destino por que seria muita pretensão acharmos que nosso destino está totalmente em nossa mãos , mas por outro lado nossas atitudes dependem somente de nós mesmos e de certo modo é ela que determina o nosso destino , o que irá determinar o nosso caminho na vida não é O QUE acontece conosco , seja bom ou ruim , mas COMO interpretamos e lidamos com esses acontecimentos .
A algum tempo li uma citação que dizia -  " Preste atenção ao que está fazendo, o ontem já lhe fugiu das mãos, o amanhã ainda não chegou."
Por isso viva o hoje pois ele será seu caminho para o amanhã.
 
 
 
"Sorrir com freqüência; ganhar o respeito de pessoas inteligentes e o afeto de crianças; conquistar a apreciação de críticos honestos e tolerar a traição de falsos amigos; apreciar a beleza, e descobrir o melhor em todas as pessoas; tornar o mundo um lugar melhor, seja através de uma criança saudável, um jardim bem-cuidado ou uma melhor condição social; saber que pelo menos um ser humano que seja viveu melhor porque conheceu você... Esse é o significado do sucesso."            Ralph Waldo Emerson.

O IDEAL


         O meu sonho na vida era ter o poder de ser um videocassete de mim mesmo.
         Ter o controle remoto que me permitisse renascer experiências vividas.
         Eu poderia voltar no tempo, acelerar, pular cenas dos próximos capítulos, parar a imagem num momento que me tivesse sido glorioso, vivê-lo outra vez.
         Talvez, eternizar um orgasmo.
         Eu poderia correr a fita de modo a entrar na percepção do futuro ou recuar para consertar, corrigir, para confirmar.
         Com esse aparelhinho, eu poderia criar o ideal. Ah, o ideal...
         O ideal seria que o Homem nascesse com 80 anos, fosse ficando mais moço, mais moço, até morrer de infância!
        Nascendo com 80 anos, ele – com 60 – se casaria com uma mulher de 59, mas com uma vantagem: a cada dia, a cada semana, a cada mês, a cada ano,  ela iria ficando cada vez mais nova, mais nova, até se transformar numa gata de 20!
        Depois ficariam noivos, namorados, a bicicleta, o velocípede...
        Desaprendiam a andar, esqueciam como engatinhar, o voador, o cercadinho...
        Do cercadinho pro berço, as fraldas molhadas, o peito da mãe.
        Até que, num dia qualquer, pararia de chorar.
        Seria o tempo voltando pra trás, até aparecer o último homem, Adão.
        O último primeiro.
        A quem Deus colocaria sobre a mão e, ao invés de soprar sobre ele, Deus inspiraria o Homem outra vez, pra dentro de Si mesmo...

(Texto do comercial comemorativo dos 30 anos do Grupo Machline - Sharp).
Interpretado por Chico Anísio.




Retirado do Livro "É divertido fazer o impossivel" Ed. Casa da Qualidade , Roberto Recinella
Roberto Recinella
Enviado por Roberto Recinella em 05/01/2006
Reeditado em 06/01/2006
Código do texto: T94731

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Roberto Recinella - www.projetosolemio.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Roberto Recinella
Campo Mourão - Paraná - Brasil, 50 anos
43 textos (8907 leituras)
5 áudios (1895 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 08:03)
Roberto Recinella