Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Entrevista: Deus

Atenção: A hipocrisia dos homens sempre foi para mim motivo de piada. Deus é infalível, mas vamos fingir por alguns momentos que não seja. Como disse Frank Zappa, "Jesus thinks you are a jerk". E antes de sua senhoria iniciar a leitura deste texto, adianto que quero o meu certificado de excomungacação em pele animal, se possível. Dizem que é chique.

Era uma vez em que o litoral brasileiro foi atingido por um terrível tsunami. Tragédia. Comoção mundial. Morreu realmente muita gente: pobres e ricos, bonitos e feios, famosos inclusive. Umas das vítimas desta última categoria foi o pagodeiro Belo (creio que não fará falta). Também não farão falta alguns jornalistas de uma famosa revista de circulação mensal. Sim, a paradisíaca ilha que leva o nome desta revista também foi assolada pelo desastre. Como era de se esperar, estes profissionais foram direto ao inferno. E pasmem, a vida deles não mudou em nada em relação à terrena: continuaram a exercer a profissão de jornalistas, ou seja, mentindo e manipulando as informações em proveito dos poderosos. Com a diferença que no inferno eles são bem-vistos frente à população e ao Coisa Ruim (também conhecido como Diabo, Capeta ou Aquele-que-não-diremos-o-nome). Entre tudo que estes distintos cidadãos do inferno publicaram em suas novas fases profissionais, vale destacar uma entrevista muito especial: Deus, o criador de todas as coisas. Nossos intrépidos repórteres conseguiram um espaço na ocupadíssima agenda de Nosso Pai quando este estava em visita diplomática oficial ao inferno. A íntegra da entrevista segue abaixo:

Revista: Dizem que Vossa Santidade criou todo o universo.É
verdade?
Deus: Sim. Criei tudo o que você vê. Mas isto não quer dizer que eu interfira na vida das pessoas. Elas são responsáveis por todos os seus atos.

Revista: Como assim?
Deus: Eu apenas assino decretos criando almas. Não tenho o menor controle sobre o que se passa na Terra. O céu é uma grande repartição pública. Trabalho pouco e recebo um salário de Marajá. Não está escrito na bíblia que Deus fez o homem à sua imagem e semelhança? Sem querer vocês fizeram um mundo igual ao céu, excetuando as barbáries cometidas por vós, lógico.

Revista: Se foi Vossa Santidade que criou tudo, o que havia antes de seu surgimento?
Deus: Não sei. Pergunte ao Stephen Hawking.

Revista: Como é o relacionamento com o seu filho?
Deus: Filho? Eu não tenho filhos.

Revista: Como não? E Jesus?
Deus: Jesus? Ele nunca foi meu filho, é uma mentira histórica. Ele foi um homem carnal comum, assim como você foi. Filho de Maria e Baltazar.

Revista: Maria não era casada com José?
Deus: Era. Mas teve um caso com Baltazar. Como Jesus não se parecia em nada com José, Maria inventou esta história de que ela foi fecundada pelo Espírito Santo. José foi um corno bíblico.

Revista: Mas isto é inacreditável!
Deus: Com certeza. E você viu a merda que deu? O cara realmente acreditava que era filho de Deus. Ele não era o Messias porra nenhuma. E o pior de tudo foi a Igreja. O Papa usa sapato de ouro e todo mundo acha o máximo.

Revista: Mas a religião cristã não trouxe uma mensagem de paz e esperança para o mundo?
Deus: E mudou alguma coisa? Eles continuam se matando.

Revista: A idéia de Messias não mantém a coesão social?
Deus: A maioria da população vive na miséria, porém conformada, pois acreditam que suas almas serão salvas ao final de suas vidas. É lógico que alguém se aproveita disto, afinal o mundo é dos espertos.

Revista: Vossa Santidade aparenta estar muito desiludido com sua obra.
Deus: Estou mesmo. Eu nem deveria ter criado este mundo. Mas eu era jovem e inconseqüente, não medi o impacto de meus atos. Depois criei outros mundos com seres moralmente superiores, não tão estúpidos quanto estes que habitam a Terra. Você tem que ver que beleza! Naqueles planetas tudo
funciona. Estamos trabalhando agora em um programa de gestão estratégica para que as coisas comecem a funcionar no Céu também.

Revista: Como seria o futuro do Planeta Terra?
Deus: É um caso perdido. Logo os homens matar-se-ão todos, em uma guerra nuclear, tenho certeza. Aposte e verá. O inferno que habitas ficará lotado, talvez será necessário construir um novo. Quando o Paulo Maluf chegar por aqui publicaremos o edital de concorrência pública para este empreendimento.

Revista: Que seja feita a vontade de Deus.
Deus: Amém.

                                            São Paulo, 2005.
Fabiano Marquezi
Enviado por Fabiano Marquezi em 25/05/2006
Reeditado em 03/06/2006
Código do texto: T163046

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Créditos: Fabiano Marquezi). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabiano Marquezi
Campinas - São Paulo - Brasil, 37 anos
133 textos (4843 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 18:02)
Fabiano Marquezi