Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

GURUPI: CULTURA EFERVESCENTE DESDE A DÉCADA DE 60

Mesmo com o vigor artístico, agentes culturais apontam necessidades para o fortalecimento da classe na Capital da
Amizade

Gurupi sempre teve raízes fortes com a cultura, um exemplo foi a criação do Cine Teatro Boa Sorte, fundada na década de 1960 por Miltom Amaral e Moisés Lustosa Brito, um dos primeiros empreendedores da cidade. O espaço era o ponto de encontro, de diversão e de cultura para os habitantes gurupienses da época.

Os anos se passaram e Gurupi hoje é famosa pela cultura festiva que proporciona aos seus moradores e visitantes. Eventos e expressões culturais foram surgindo ao longo da história da cidade e com muitos artistas como Dorivã, Chiquinho Chokolate, Paulo Albuquerque, que se destacaram na música tocantinense. Exemplos de escritores como Zacarias Martins, Gil Correia, Eliosmar Veloso (presidente da Academia Gurupiense de Letras), entre tantos outros encantam com seus textos e poesias que marcam a tradição da cidade. Sem esquecer das artes plásticas que conquistaram um novo espaço recentemente com a fundação da Galeria Kathie Tejeda, onde muitos nomes já mostraram seu trabalho, como Rise Rank, Bel Perini, Sônia de Jesus, Irmã Divina, entre outras grandes personalidades.

Atualmente os artistas gurupienses contam com o Centro Cultural Mauro Cunha, que abriga a Galeria de Arte, o Cine Teatro, ainda em fase de implantação, e a Biblioteca Pública Municipal Professora Deusina Martins Ribeiro; além de alguns projetos ligados a grupos de dança, teatro, capoeira e música. Entre as principais atividades culturais realizadas no Centro Cultural está o Coral Municipal Uirapuru e a Banda de Música Ciney Santos Miranda.

NECESSIDADES
Apesar do volume cultural a classe artística de Gurupi vê a necessidade de mais incentivos na área. O cantor e compositor, Chiquinho Chokolate, diz que é preciso conquistar mais espaços para a categoria. “Precisamos de mais locais para mostrar nossa arte, como um teatro, por exemplo, onde o povo vá assistir o artista”. Para o escritor e jornalista Gil Correia, há necessidade de fortalecer a classe. “As entidades e associações culturais têm que se unir e se fortalecer em prol de uma gestão pública onde o coletivo seja beneficiado, mas apenas este ou aquele artista”, frisa.

A presidente da Fundação Cultural de Gurupi, Lucirez Amaral, frisa que a organização é fundamental. “Necessita que as instituições se organizem e se mobilizem para uma política pública cultural seja realizada. A arte tem que vir para a comunidade visando a comunidade”, afirma.

ESPAÇOS E EVENTOS
 
Cinema: 1
Galeria de Arte: Galeria Kathei Tejeda, Centro Cultural Mauro Cunha
Teatro: ainda não tem, mas existe projeto
Museu: ainda não tem, mas existe projeto

PROGRAMAS CULTURAIS
Concurso Benjamim Rodrigues de Poesia Falada
Festival da Canção (Fesc)
Festividades de Aniversário de Gurupi
Festividades Natalinas

----------------------------------------------------
Fonte: Leilane Macedo - Jornal do Tocantins - Palmas (TO). Edição de 14/11/2006

 
 

Zacarias Martins
Enviado por Zacarias Martins em 28/11/2006
Reeditado em 28/11/2006
Código do texto: T304036
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zacarias Martins
Gurupi - Tocantins - Brasil, 59 anos
139 textos (25646 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:30)
Zacarias Martins