Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Neila Medeiros (Oficial - Apresentadora SBT)

Hoje temos a honra de entrevistar a publicitária,radialista,apresentadora, e jornalista, do SBT BRASÍLIA, Neila Medeiros, a qual vem se destacando cada vez mais no cenário nacional e tem milhares de fãs por todo o Brasil..

Neila, antes de tudo é um prazer poder entrevistar você para o site
recanto das letras.

1-Primeiramente obrigado pela entrevista Neila, como surgiu seu
interesse pelo Jornalismo?

R- Minha primeira formação é como publicitária. Eu trabalhava em agência de propaganda e fazia vídeos institucionais e publicitários. A diretora do SBT em Natal-RN me viu no ar e me fez o convite para um teste de apresentadora. Ingressei assim no jornalismo. Fiz radialismo para atuar na profissão enquanto concluía o curso de jornalismo.

2-Você era muito danada na infância? Dava muito trabalho a sua mãe ou era comportada?

R- Nunca fui comportadinha, sempre tive uma personalidade mais enérgica. Mas não era rebelde nem baderneira. Só muito comunicativa, falante porém sempre soube respeitar limites, autoridades e regras. Minha educação foi muito edificante e amorosa.

3-Você é formada em jornalismo pelo IESB, o que pensa da lei que dependendo de um processo junto ao ministério do trabalho, a pessoa pode ser jornalista como profissão regulamentada?

R- O mercado mudou muito desde o início da minha atuação na área e de minha formação. Acho que conhecimento e experiência são fundamentais e devem andar juntos. Formação enriquece o profissional e o mercado. Só não podemos perder de vista as bases do jornalismo e a ética profissional. Cada profissional que chega deve somar e melhorar o mercado e a profissão, seja ela qual for.

4-Você nasceu em Brasília, como migrou para Natal? Lá você começou na TV Ponta Negra em 2001 não é isso? Como foi esta experiência?

R- Me mudei para Natal aos 18 anos quando me casei. A TV Ponta Negra foi fundamental na minha formação. Lá aprendi a base da profissão, ganhei experiência, fiz amigos pra vida toda e tive a oportunidade de expressar minha personalidade. Fiz meu nome e tive a estrutura emocional e confiança para atuar nas cidades seguintes ao longo da minha trajetória profissional.

5-Como foi sua passagem pela TV Justiça?

R- Foi ótima. Eu amo minha profissão e ela me proporciona experiências diversas. Na TV Justiça aprendi mais sobre direito, fiz programas muito interessantes como Carreiras e CNJ. Aprendi muito sobre edição e produção.

6-Você foi contemplada na categoria melhor âncora da TV de Brasília, com o Prêmio Engenho de Comunicação, como foi receber esta honraria?

R- Foi uma surpresa muito gostosa. O reconhecimento é algo gratificante e estimulante.

7-No Youtube e pela internet existem vários vídeos e homens babando pelas suas roupas apertadas que a consideram extremamente sensual, o que pensa a respeito? Acha legal, considera um exagero ou não liga muito?

R- A internet é a democracia em ação. A liberdade e o acesso permitem as pessoas postarem o que querem. Não temos o controle disso. Sou relaxada quanto a isso.

8-Toparia posar nua para uma revista masculina?

R- Não tenho vontade.

9-É a favor do aborto?

R- De forma alguma.

10-Como foi trabalhar no SBT a nível nacional? Chegou a conhecer o
Sílvio? Conte-nos sua experiência. O que tem a dizer do SBT?

R- Foi uma experiência enriquecedora tanto profissional quanto pessoal. Morar em São Paulo transforma nossa forma de viver, nossa rotina. A cidade tem um poder enorme sobre o cotidiano das pessoas. Na emissora foi muito bom conhecer pessoas, trabalhar com jornalistas que eu sempre admirei. A experiência em rede nacional é forte e também mexe com a nossa vida, o alcance nas redes sociais, o envolvimento do público com o nosso trabalho, tudo isso é em escala bem maior.
O Silvio Santos é um homem muito gentil e claro que é muito especial estar com ele. Nos vimos algumas vezes e participei de alguns programas dele. Ainda saí com dinheiro na mão depois de ganhar algumas provas. Foi divertido.

11-Acredita em vida pós morte?

R- Sim. Acredito que com a morte voltamos pra casa.

12-Para quem você não tira o chapéu?

R- Para a política brasileira que está acabando com o Brasil.

13-Bolsonaro ou Trump?

R- Nenhum dos dois.

14-Você foi dispensada do SBT e depois a dispensa foi anulada, como foi isso?

R- Essas situações são tensas por natureza mas eu sempre confiei na vida e em Deus. Confio no processo da minha vida.


15-É verdade que o Sílvio mandou trazer você de volta? .

R- Ele me levou de Brasília e naturalmente, quando o momento não era o melhor em São Paulo me restabeleceu em Brasília.

16-Um país (Sem ser o Brasil)

R- Não saberia agora.

17-A que se deve a boa audiência do SBT Brasília ser tão alta variando entre 10 e 14 pontos?

R- Em Brasília temos uma equipe muito unida, compromissada com o bom jornalismo e aguerrida. Nunca é o apresentador sozinho que faz a audiência. Existe uma equipe técnica e de redação, estrutura da empresa, linha editorial, produção, uma enorme equipe comprometida para que um jornal vá ao ar. O apresentador é um dos profissionais desse processo. Ele apresenta o trabalho final, de toda uma equipe. Os números de audiência são resultado de muitas variantes, que incluem inclusive a concorrência, a praça em que vai ao ar, o horário, o público... Quando tudo se harmoniza, as coisas acontecem.

18-Sonha em voltar ao SBT em nível nacional? Como pensa que pode ter novas oportunidades? Do que dependeria?

R- Eu estou bem envolvida com a praça de Brasília neste momento. Estamos em plena transformação e tem dado muito certo. Não faço planos de grandes mudanças agora. Essas coisas acontecem do dia pra noite.

19-O que acha de pessoas invejosas?

R- Todos nós somos passíveis de todos os sentimentos. A auto avaliação, o policiamento de si mesmo, a vontade de amadurecer a cada dia e e de se melhorar deve ser um objetivo de todas as pessoas e quando fazemos isso, não temos tempo de nos preocupar com a vida dos outros. Ninguém é igual, portanto, comparação é perda de tempo. Quando nos unimos somos mais fortes, então, por que querer o que o outro tem?


20-É a favor da pena de morte?

R- Não. Só quem dá a vida pode tirar.

21-Você tem uma experiência com a AACD devido a sua filha Júlia, como foi superar toda essa dificuldade e qual recado você daria para outras mães que sofrem com isso?

R- A AACD é um lugar incrível e que merece toda a nossa admiração. Vidas são transformadas ali. Foi um suporte fundamental pra minha família. Nós não temos muito a dizer para as mães de lá além de parabéns. Temos mais é que ouvir o que elas tem a nos ensinar. Mães de filhos especiais são dotadas por Deus de uma força incrível e uma sabedoria que vem do alto.


Agradeço de coração a Neila Medeiros, Jornalista e apresentadora do SBT Brasília.

Que Deus abençoe sua carreira.

Desejo sorte e sucesso a esta simpatia em pessoa.
Helládio Holanda
Enviado por Helládio Holanda em 24/02/2017
Código do texto: T5922527
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Helládio Holanda
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 33 anos
3614 textos (121187 leituras)
101 áudios (2583 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/11/17 23:30)
Helládio Holanda