Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Minha poesia nasce no mais profundo do meu ser... como lava vulcânica, ela sobe, transborda e, aos borbotões, esvai-se através dos olhos, nariz e boca, escorrendo pelos dedos, indo morrer no papel, quando a transformo em palavras"
Akasha De Lioncourt
Enviado por Akasha De Lioncourt em 09/04/2006
Reeditado em 30/04/2006
Código do texto: T136387
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Akasha De Lioncourt
São Paulo - São Paulo - Brasil, 45 anos
706 textos (1035309 leituras)
72 áudios (109737 audições)
30 e-livros (56853 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:31)
Akasha De Lioncourt

Site do Escritor