Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ALI NA ESQUINA


Fala-se muito em globalização, progresso, combate à miséria, igualdade de direitos, justiça social... Coisas da modernidade.

Mas ali na esquina tem uma favela: mães insones que choram, pais que bebem pra esquecer, velhos que tossem e perdem o ar, paralíticos se arrastando, doentes mentais acorrentados, adolescentes cheirando cola, outros vendendo drogas, jovens orgulhosamente armados, milhares de crianças raquíticas morrendo de inanição... E, rondando, a morte violenta....

Todo mundo fala... mas bem poucos vêem...

****************

Publiquei esta frase a 09/02/2005. Ela conta com quase 40 leituras. Republico agora para dar oportunidade para quem não leu porque acho essa frase uma das mais importantes entre todas que publiquei, aqui ou em outros Sites. Ela pretende levar as pessoas a reflexões profundas sobre uma realidade mais que triste. Ela instiga a gente a pensar em nosso papel nesse mundo, na co-responsabilidade que todos deveríamos ter. Sei que muita gente que leu teve ímpetos de generosidade, mas acabou pensando: o que eu posso fazer quando testemunho um quadro desses? Claro que ninguém pode se imaginar resolvendo o problema todo, embora queira. Temos todos a ânsia de resolver tudo, de mudar o mundo, de ver a felicidade em todos os rostos, o que é impossível. Mas todos podem colaborar um pouco, de qualquer forma, não apenas dando dinheiro ou alimento em espécie. Muitas vezes uma palavra, um gesto, podem ajudar mais que uma contribuição material. E isso, qualquer um de nós sabe e pode fazer. Isso é co-responsabilidade, isso é generosidade, isso é misericórdia no sentido real da palavra. E uma atitude tomada é que nos torna gente.
Sal
Enviado por Sal em 07/05/2006
Código do texto: T151917
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sal
Marília - São Paulo - Brasil, 78 anos
507 textos (44782 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:44)
Sal