Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Às vezes......

   

        Às vezes para me acalmar me ponho a versar
        Os versos me fazem bem, levam-me além
        Quando paro, penso e choro o melhor é continuar
        Tudo sai do meu pensamento, traduz meus sentimetos

        Horas vazias questão de euforia
        Coloco para fora as minhas esterias
        Louca de ansiedade extravaso minhas qualidades
        Neurônios capacidades aguçadas preciosidade

        Conceito de inteligência ponho-me a determinar
        O meu sentido caminha junto não me deixo fracassar
        Tento esquecer o fracasso, saio do embaraço
        Jogo-me para o alto, saio do salto

        De novo com os pés no chão me peço perdão
        Por muita adrenalina que joguei em meu coração
        Vejo que só mal a mim causei, vitórias não alcancei
        Juro !cansei.  
Pretacosta
Enviado por Pretacosta em 01/09/2005
Código do texto: T46898
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Pretacosta
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 64 anos
236 textos (32729 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 07:57)