Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Maldade sem Limites

"As pessoas estão morrendo de forma cruel nas ruas das cidades. Os animais estão sendo maltratados. A natureza está sendo destruída. Que Mundo é este? Parece que muitos estão vivendo de forma alienada, débil, como se nada estivesse acontecendo. Afinal, qual é o limite da maldade? Os olhos do lobo guará estão sendo arrancados para se fazer amuletos. Recentemente, crianças foram arrastadas, mutiladas, violentadas. Mais um índio foi incendiado, o mesmo acontecendo com os morados de rua. Será que o ser humano em suas maldades não tem limites? A sociedade precisa acordar para o caos que está acontecendo. Vamos viver em paz, e deixar o ódio e a maldade de lado. Vamos viver efetivamente a paz, para que todos possam saber qual é o signifcado da harmonia e da paz social. Muda humanidade, enquanto ainda é tempo!".

Proibida a reprodução no todo ou em parte sem citar a fonte em atendimento a lei federal que cuida dos direitos autorais no Brasil.
Paulo Tadeu Rodrigues Rosa
Enviado por Paulo Tadeu Rodrigues Rosa em 27/09/2007
Código do texto: T670934

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (ROSA, Paulo Tadeu Rodrigues e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Tadeu Rodrigues Rosa
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
1219 textos (756747 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 07:33)
Paulo Tadeu Rodrigues Rosa