Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Realismo

"O otimista é um asno dormindo,
O pessimista é uma ave sem asas,
O realista é uma hiena que tomou um chute no saco"

Lúcio

Em homenagem ao filósofo Cioran

"A lembrança é o ópio da saudade" (Lúcio)


Outras:

"A todos os meus amigos um muito obrigado por estarem sempre ao meu lado, a todos os meus inimigos um muito obrigado por perderem seu tempo pensando em mim... eu amo todos vocês..."
(Victor Kling Jabor)

"Escrevo por não ter nada a fazer no mundo: sobrei e não há lugar para mim na terra dos homens. Escrevo porque sou um desesperado e estou cansado, não suporto mais a rotina de me ser e se não fosse a sempre novidade que é escrever, eu me morreria simbolicamente todos os dias. (...) Enquanto eu tiver perguntas e não houver resposta continuarei a escrever. Pensar é um ato. Sentir é um fato". (Lispector, Clarice. A Hora da Estrela. Rio de Janeiro: Rocco, 1998).

Lúcio Alves de Barros
Enviado por Lúcio Alves de Barros em 13/11/2007
Reeditado em 09/01/2010
Código do texto: T735341
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site "www.sitedo autor.net"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lúcio Alves de Barros
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
462 textos (50368 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 02:05)
Lúcio Alves de Barros