Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desencontros


Eu não te amo, mas te gosto. Eu não te amo por vontade própria, mas sim porque o destino me reservou outro caminho. Pela minha vontade eu me entregaria  à você sem medo ou pudor, mas meus sentidos buscam outro cheiro, outro gosto... Insana eu sou! Vejo a mansidão nos seus braços, mas vou atrás daquele que nem conheço, que me ignora, que nunca olhei o rosto!
Mel L Frankust
Enviado por Mel L Frankust em 23/11/2007
Reeditado em 23/11/2007
Código do texto: T748997

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mel L Frankust
Goiânia - Goiás - Brasil
749 textos (34699 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 08:43)
Mel L Frankust