Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

des(a)sossego

0
o corpo, o tiro, a vida, a morte.
Virou o revolver para a cabeça e deu um tiro, o barulho pareceu-lhe desproporcionado. O corpo sofreu o impacto na testa, o olhar viu o teto, dobraram-se os joelhos e caiu desamparado, foi até agradável sentir o corpo a sentir e deixar de sentir: de repente tudo.
(29.03.00)
1
o livro do des(a)sossego.
Morri, como corpo, logo no primeiro capítulo, com um tiro na testa (dado pelo corpo?). Agora dediquemo-nos à vida do espírito, inventemos a alma (sobra sempre o mistério!).
(29.03.01)
Esta história está contada no primeiro dos A_nexos, uma frase que podem procurar na escrivaninha. Quanto às notações utilizadas nesta colecção, como leitor usá-la-ia de forma suplementar, deixando-a para suplemento. Como escritor, como tenho das escrever, sempre vou adiantando que, brevemente, a 29.03.04, a explicação será dada.
(29.03.007)
2
a colecção
Imaginei isto como uma colecção de textos, como se fossem cromos. Vou-os colando aqui, conforme me for dando na caderneta.
O corpo pertencia a um u_tente do MIP (Most Important People).
(29.03.02)
3
Dadá
Dada a estranheza possível, é bom segui-la: ver www..., MIP! O aspecto policial assumido deste o primeiro instante, fica as_sumido: brincar com palavras é tramado!
(29.03.03)
4
as datas.
Ler qualquer coisa é entender essa qualquer coisa, vou pois dar + leitura. Contrariamente ao dd-mm-aa (dia-mês-ano), o ano dá lugar a uma sequência que há-de ultrapassar os 365, para lá de bissexto!
(29.03.04)
5
os A_nexos
Os nexos são tantos quanto os necessários, serão A_nexos, faremos os possíveis para que sejam, pelo mínimo, alguns. Acabo de chegar ao dia de hoje... 29.03.05
(29.03.05)
6
Não vale...
Não vale a pena complicar muito as coisas, principalmente quando é fácil. Cheguei à ilha em 1984/85, notação que designa os anos lectivos que se desenvolvem abrangendo de forma incompleta dois anos civis. Em 1984 iniciei uma carreira, ser professor!
(29.03.06)
7
A ironia...
A ironia a ir unia alguma coisa, ficando é bom que una na mesma! O anterior 007 passa agora a 08, entrando na sequência natural de números reais (já que a série começa no 0).
(29.03.08)
8
Para já...
Para já não me apetece contar histórias nenhumas, deixarei isto continuar como um diário de i_nu_til_idades. Debaixo do til, escrevo acção (des_mesurada vontade de pôr bandarilhas)!!
(29.03.09)
Francisco Coimbra
Enviado por Francisco Coimbra em 30/03/2005
Código do texto: T8646
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Coimbra
Portugal
785 textos (310485 leituras)
37 áudios (39565 audições)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 11:10)
Francisco Coimbra