CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

ESCREVE-SE JUNTO OU SEPARADAMENTE?

A BAIXO = Em oposição a alto. Ex.: Olhei-a de alto a baixo.
ABAIXO = Nos demais casos. Ex.: Procure abaixo. A casa veio abaixo.
A CIMA = Em oposição a baixo. Ex.: Olhei-a de baixo a cima.
ACIMA = Nos demais casos. Ex.: Não há nada acima dele.
AFIM = Igual, semelhante. Ex.: Temos estilos afins.
A FIM DE = para. Ex.: Saiu a fim de divertir-se.
À-TOA * = insignificante; vil; fácil. Ex.: Um homem à-toa, com uma vida à-toa. (a toa).
À TOA = ao acaso; em vão. Ex.: Brigo à toa. Canso à toa.
CONQUANTO = embora, mesmo que. Ex.: Conquanto ainda triste, sorriu.
COM QUANTO = com que quantitativo. Ex.: Com quanto dinheiro eles saíram de casa?
CONTUDO = entretanto, porém. Ex.: Maria estava cansada, contudo saiu.
COM TUDO = preposição + pronome = total. Ex.: Ela saiu de casa com tudo.
DE BAIXO = Antônimo de de cima. Ex.:Olhei-a de baixo a cima. Vim de baixo.
DEBAIXO = Antônimo de em cima. Ex.: O pé está debaixo. Vê debaixo de tudo.
DE CERTO = de verdadeiro. Ex.: O que há de certo nessa história toda?
DECERTO = certamente; com certeza. Ex.: Ele decerto aceitará nosso pedido.
DE MAIS = a mais. Ex.: Ela recebeu cartas de mais.
DEMAIS = muito, bastante. Ex.: O professor falou demais.
DIA A DIA = diariamente. Ex.: Ele melhora dia a dia.
DIA-A-DIA * = cotidiano. Ex.: Não suportava aquele dia-a-dia. (dia a dia)
ENFIM = afinal, finalmente. Ex.: Enfim todos chegaram.
EM FIM = no fim. Ex.: Eles estão em fim de carreira.
ENQUANTO = ao mesmo tempo em que. Ex.: Enquanto jantava, falei o que queria.
EM QUANTO = qual, por quanto. Ex.: Em quanto tempo se faz isso.
MALGRADO = embora, ainda que. Ex.: Malgrado não tenha estudado, passou.
MAU GRADO = contra a vontade. Ex.: Paulo cuida do cão de mau grado.
NENHUM = ninguém, nada. Ex.: Nenhum teve razão naquele discurso.
NEM UM = um só que fosse. Ex.: Não bebemos nem um café.
PORVENTURA = por acaso. Ex.: Se porventura não chover, irei à praia.
POR VENTURA = por sorte. Ex.: Como não estudei, só passarei por ventura.
PORQUANTO = visto que. Ex.: Apresso-me, porquanto o tempo voa.
POR QUANTO = designa quantidade, preço. Ex.: Por quanto vocês venderam o carro?
PORTANTO = então, logo. Ex.: Eles estudaram muito, portanto passarão.
POR TANTO = por muita quantidade. Ex.: Fez tão pouco por tanto.
SOBRETUDO = especialmente, principalmente. Ex.: Devo estudar gramática, sobretudo crase.
SOBRE TUDO = a respeito de tudo. Ex.:Eles conversaram sobre tudo.
SENÃO = do contrário. Ex.: Feche a porta, senão ele entra.
 = mas sim. Ex.: Não sai de casa, senão para comer.
     = a não ser. Ex.: Nada diz senão asneira.
          = defeito; falha; mácula. Ex.: Ele encontrou um senão no meu trabalho.

SE NÃO = caso não. Ex.: Se não parar de chover, o jogo será adiado.
TAMPOUCO = também não, nem. Ex.: Não comeu, tampouco bebeu.
TÃO POUCO = muito pouco. Ex.: Comeu tão pouco!

* Observação: De acordo com a nova ortografia: à toa e dia a dia (sem hífen).

David Fares
Enviado por David Fares em 16/04/2010
Reeditado em 22/08/2010
Código do texto: T2200061
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
David Fares
Teresópolis - Rio de Janeiro - Brasil, 52 anos
863 textos (1189287 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/07/14 02:06)