Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

“EM FACE DE” OU “FACE A”?

Em nosso idioma, existem as locuções propositivas EM FACE DE e EM FACE A, as quais podem simplesmente ser substituídas pelas preposições ANTE e PERANTE.

Exemplos:
EM FACE DO diretor, o aluno calou-se. (certo)
EM FACE AO diretor, o aluno calou-se. (certo)
ANTE o diretor, o aluno calou-se. (certo)
PERANTE o diretor, o aluno calou-se. (certo)

O correto, segundo os estudiosos do nosso idioma, é EM FACE DE, que significa DIANTE DE, POR CAUSA DE. Não existe, ainda que muito usada no meio forense, a locução FACE A.

Exemplos:
FACE AO exposto, diremos alguma coisa a respeito. (errado)
EM FACE DO exposto, diremos alguma coisa a respeito. (certo)

Ensina, acerca do tema, NAPOLEÃO MENDES DE ALMEIDA:

“Face a”, “frente a” – São invencionices; ou se diz “em face de”, “em frente de” ou simplesmente ante, preposição esta que não vem seguida de outra preposição: “Ante o imprevisto da conclusão...” – “Ante a falta de disciplina...”. “Face a” por “em face de”, “vez que” por “uma vez que”, “inobstante” por “não obstante” são extravagâncias que se fazem acompanhar de “fazem muitos dias”, “visitar-lhe-ei”, “viram eles subirem”, extravagâncias e solecismos que estão a exigir um herbicida. Quem, porém, irá fabricá-lo? Quando?” (Dicionário de Questões Vernáculas, Editora Ática, 4ª ed., 1998, p. 203).
David Fares
Enviado por David Fares em 21/11/2010
Reeditado em 26/06/2012
Código do texto: T2628327
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
David Fares
Teresópolis - Rio de Janeiro - Brasil, 52 anos
863 textos (1279796 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/11/14 09:52)
David Fares



Rádio Poética