CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Acordo ortográfico:

Estudo das regras por meio da reforma ortográfica

Fundamentação teórica

A partir do novo acordo ortográfico ficou decidido que algumas regras de acentuação seriam unificadas entre os países de língua portuguesa, estas regras da nova acentuação atingem apenas as palavras paroxítonas, estudemo-las.

Acento agudo:

A partir deste acordo não se acentuam mais os ditongos abertos, oi e ei. Vejamos alguns exemplos:
Antes do acordo:                                Depois do acordo:
Assembléia;                                                  Assembleia;
Idéia;                                                             Ideia;
Epopéico;                                                      Epopeico;
             Alcalóide.                                                     Alcaloide.

No entanto, há algumas exceções. Vejamos:

Se a palavra, mesmo que se enquadre nas regras e for paroxítona  terminada em r, será acentuada. Vejamos alguns exemplos:
Destróier e Méier e outras mais.
E também com acento circunflexo.
Exemplos:
Blêizer, contêiner, gêiser e outras mais.

Nas palavras paroxítonas, não se usa mais o acento no i e u, quando vierem precedidos de ditongo decrescente. Vejamos:
Antes do acordo:                                   Depois do acordo:
            Baiúca                                              Baiuca
                                                                                                                                         
              Cauíla                                            Cauila

No entanto, permanece sendo acentuado o i e o u, nas seguintes palavras.

Exemplos:

Saúde, alaúde, saída, egoísta, etc., pois não são precedidas de ditongo.


Não se usa mais o acento das palavras terminadas em eem e oo(s).

Antes do acordo                                 Depois do acordo

Abençôo                                                        Abençoo
crêem (v. crer)                                               Creem
dêem (v. dar)                                                 Deem                dôo (v. doar)                                                  Doo
enjôo                                                              Enjoo


Não se usa mais o acento que diferenciava os pares pára/para, péla(s)/pela(s), pêlo(s)/pelo(s), pólo(s)/polo(s) e pêra/pera.

Antes do acordo                    Depois do acordo:

Ele pára o carro.                           Ele para o carro.
Ele foi ao pólo Norte.                     Ele foi ao polo Norte.
Ele gosta de jogar pólo.                  Ele gosta de jogar polo.
Esse gato tem pêlos brancos.          Esse gato tem pelos brancos.
Comi uma pêra.                             Comi uma pera.
 
Observem:

• Permanece o acento diferencial em pôde/pode. Pôde é a forma do passado do verbo poder (pretérito perfeito do indicativo), na 3.ª pessoa do singular.

Exemplo:

Ele não pôde vir à aula. Por isso ele pode ficar sem nota.

Permanecem os acentos que diferenciam o singular do plural dos verbos ter e vir,             assim como de seus derivados (manter, deter, reter, conter, convir, intervir, advir e outras mais.).

Exemplos:


Ele tem duas casas.                            Eles têm duas casas
Ele vem de Cotia.                               Eles vêm de  Cotia.
Ele mantém a escrita.                          Eles mantêm a escrita.
Ele convém aos trabalhadores.               Eles convêm aos trabalhadores.
Ele detém o saber.                              Eles detêm o saber.
Ele intervém em todas as aulas.             Eles intervêm em todas as aulas.


O trema foi totalmente erradicado das palavras da língua portuguesa.

           Vejamos alguns exemplos:

 Aguentar, linguiça, bilíngue, equestre, cinquenta e outras mais.

No entanto há exceções para nomes próprios e suas derivações.
Exemplos:
Hübner e hübneriano;
Müller e mülleriano.

Exercícios acerca das regras de acentuação gráfica, antes do acordo ortográfica.

1- Copie as expressões abaixo em seu caderno, passando o pronome para o plural e fazendo o devido ajuste na forma do verbo:

Ele tem                         Eles t ê m
Ele vem                        Eles v ê m
Ele mantém                  Eles mant ê m
Ele vê                         Eles v  êe m
Ele revê                        Eles rev êe   m
Que ele dê                    Que eles d êe  m
Ele lê                            Eles l  êe  m
Ele relê                         Eles rel  êe m
Ele provê                      Eles prov êe  m

2- Complete as lacunas  acentuando se necessário:

Idéia                                    Id éi  a
Boleia                                  Bol éi  a
Tranquilo                            Tranq üi  lo
Freqüência                          Freq ü ência
Polo                                     P ó lo
Muller                                 M ü ller

Referência Bibliográfica:

Bechara, Evanildo. O que muda com o novo acordo ortográfico. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008.













Ilton J S
Enviado por Ilton J S em 18/05/2011
Reeditado em 22/08/2011
Código do texto: T2978722
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Ilton J S
Cubatão - São Paulo - Brasil
223 textos (29379 leituras)
5 e-livros (258 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/04/14 20:16)