CapaCadastroTextos┴udiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

A VOZ REFLEXIVA

Verbos & Dúvidas

 

A voz reflexiva indica que o ser representado pelo sujeito faz (agente) e recebe (paciente) a ação verbal. Em outras palavras, ele ao mesmo tempo pratica e recebe a ação verbal: Carlos cortou-se com um canivete. A forma verbal cortou-se está na voz reflexiva, porque Carlos é, a um só tempo, agente e paciente, ou seja, ele praticou e recebeu a ação de cortar-se.

Na voz reflexiva, o verbo é sempre transitivo (direto ou direto e indireto) e tem como objeto um dos pronomes oblíquos átonos (pronomes reflexivos) me, te, se, nos, vos. Para sabermos se é reflexivo, basta acrescentar a mim mesmo, a ti mesmo, a si mesmo, a nós mesmos, a vós mesmos, respectivamente. O verbo reflexivo é conjugado com os pronomes reflexivos:

   Considera-te (a ti mesmo = objeto direto) aprovado?

   O garoto feriu-se (a si mesmo = objeto direto).

   O preso suicidou-se.

   O coração nunca mais se (obj. direto) libertava do seu poder (obj. indireto)

Observações: os verbos dos exemplos não expressam, sozinhos, a reflexibilidade. Esta surge com a presença do pronome oblíquo átono da mesma pessoa do sujeito. O pronome substitui o ser que recebe a ação vinda do verbo.

Não se deve atribuir sentido reflexivo a verbos que designam sentimentos como: queixar-se, alegrar-se, arrepender-se, zangar-se, indignar-se e outros. A prova de que não são verbos reflexivos é que não se pode dizer.

Outros Exemplos:

   O garoto magoou-se.

   Nós nos perdemos na serra.

A Voz Reflexiva Recíproca denota reciprocidade, ação mútua ou correspondida. Os verbos, nesse caso, são usados, geralmente, no plural. O pronome oblíquo corresponde a um ao outro, mutuamente:

   Os Presidentes se cumprimentaram (mutuamente).

   Amam-se (amam um ao outro) como irmãos.

   Os dois pretendentes insultaram- (um ao outro, mutuamente) se.

   Gustavo e Amanda se casaram.

   Eles se amam muito. ®Sérgio.

____________________

Bibliografia: Cegalla, Domingos Paschoal. Novíssima Gramática da Língua Portuguesa. Ed. Nacional, São Paulo, 1988. / Savioli, Francisco Platão. Gramática em 44 lições. Ed. Ática, São Paulo, 1993.

Se você encontrar omissões e/ou erros (inclusive de português), relate-me.

Agradeço a leitura e, antecipadamente, qualquer comentário. Volte Sempre!

Ricardo SÚrgio
Enviado por Ricardo SÚrgio em 30/08/2011
Código do texto: T3191725

Comentários

Sobre o autor
Ricardo SÚrgio
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 66 anos
1281 textos (14588118 leituras)
7 e-livros (6085 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - ˙ltima atualização em 22/09/14 05:11)