Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
"CONCORDÂNCIA NOMINAL"
É a relação de harmonia gramatical que ocorre entre os termos da frase impondo as devidas flexões: de GÊNERO e de NÚMERO
Trata da relação entre os sintagmas nominais (classes gramaticais de palavras):
-SUBSTANTIVO – ARTIGO – ADJETIVO – PRONOME – e – NUMERAL.
Esses termos nominais são representativos de um REGENTE (substantivo) e dos REGIDOS (artigo, adjetivo, pronome e numeral).
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
A. REGRA GERAL.
“As classes gramaticais “REGIDOS” concordam em GÊNERO (masculino / feminino) e em NÚMERO (singular / plural) com o termo REGENTE.”
ex. “IRMÃOS” – (REGENTE: substantivo/masculino/plural)
(REGIDOS - artigo: OS / pronome: SEUS / adjetivo: problemáticos / numeral: DOIS / - todos no MASCULINO / PLURAL)
> “Os seus dois irmãos problemáticos.”
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
ex. “O (aluno) inquieto não viu aquela (menina) rica com duas (medalhas) valiosas.”
(ALUNO: o / inquieto) – (MENINA: aquela / rica) – (MEDALHAS: duas / valiosas)
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
B. REGRA ESPECIAL.
1- Se houver DOIS ou MAIS regentes antepostos a apenas UM regido (ADJETIVO), observar-se-á o seguinte:
a. “Se forem do mesmo ‘gênero’ (as regentes), o adjetivo (regido) manterá esse gênero no plural.” – “CONCORDÂNCIA RÍGIDA”.
ex. > Caderno e livro “VELHOS”.
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
b. “Poderá ocorrer a concordância com o ‘núcleo’ mais próximo, mesmo que sejam os regentes de gênero e número diferentes.” – CONCORDÂNCIA ATRATIVA”.
ex. > Prédio e casa VELHA. (ou) > Casa e prédio VELHO.
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
c. “Acontece que, em qualquer desses casos, o uso do regido (adjetivo) na forma ‘MASCULINA / PLURAL’ é o mais indicado.”
ex. >Prédio e casa VELHA. (ou) >Prédio e casa VELHOS.
>Casa e prédio VELHO. (ou) >Casa e prédio VELHOS.
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
ATENÇÃO
I. Se o ADJETIVO (regido) estiver anteposto a ‘SUBSTANTIVOS’ (regentes), a concordância mais aceitável será a ‘ATRATIVA’.
ex. >BONDOSA a terra, os homens e a vida.
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
II. Quando um SUBSTANTIVO (regente), no singular ou plural, estiver determinado por um ARTIGO (regido), acompanhado por mais de um ADJETIVO, estes ficarão INVARIÁVEIS.
ex. >AS EQUIPES brasileira e francesa.
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
C. CONCORDÂNCIAS ESPECÍFICAS.
1. “Dos ADEJTIVOS e dos PRONOMES ADJETIVOS.”
a. “ANEXO – INCLUSO – OBRIGADO – MESMO – PRÓPRIO” – Todos têm a função adjetiva, portanto devem concordar com o substantivo a que se referem.
ex. >O livro segue anexo. >As fotografias seguem anexas.
(ATENÇÃO: com a preposição “EM”, esse termo fica INVARIÁVEL.)
>As fotografias seguem “em anexo”.
ex. >A duplicata foi inclusa. >Os documentos estão inclusos.
ex. >Ele disse: obrigado. >Ela respondeu: obrigada.
ex. >Ele mesmo resolveu. >Elas mesmas resolveram.
ex. >Ela própria se desligou. >Eles próprios se desligaram.

b. “MEIO – BASTANTE – MENOS”
I. As palavras “MEIO” e “BASTANTE”, referindo-se ao SUBSTANTIVO, exercem a função ADJETIVA, logo, este concorda com aquele a que se refere.
ex. > Tirei ‘meio litro’ de leite. >Ele trouxe ‘meia garrafa’ de vinho. >Bastantes folhas caíram.
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
II. As palavras “MEIO” e “BASTANTE”, quando exercem a forma ADVÉRBIO (referindo-se a verbo), permanecem INVARIÁVEIS.
ex. > A porta está ‘MEIO’ aberta. >Eles chegaram ‘BASTANTE’ atrasados.
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
III. A palavra “MENOS” é sempre INVARIÁVEL.
ex. > Havia ‘MENOS’ pessoas na reunião. > São ‘MENOS’ candidatos este ano.
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
c.”MUITO – POUCO – CARO – BARATO – LONGE” – Exercendo a função ADJETIVA, fazem concordância com o SUBSTANTIVO a que se referem, mas, como ADVÉRBIOS, ficam INVARIÁVEIS.
Exemplos – (como ADJETIVOS).
>’Poucas’ pessoas saíram cedo. > Há ‘pouco’ livro na estante.
>Eles tinham ‘muitos’ motivos. > Ele tinha ‘muita’ liberdade.
>Comprei livros ‘caros’. > Foi uma passagem ‘cara’.
>Sobraram mercadorias ‘baratas’. > Esse é um preço ‘barato’.
>Andei por ‘longes’ terras. >Fui pelo caminho ‘longe’.
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Exemplos – (como ADVÉRBIOS).
>Eles estudaram ‘muito’. > Eles eram ‘pouco’ simpáticos.
>Pagamos ‘barato’ os livros. >Elas moravam ‘longe’.
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

d.”É BOM – É NECESSÁRIO – É PROIBIDO”
I. Se o SUJEITO não vier precedido de ARTIGO (ou outro determinante), a expressão não varia.
ex. >Água é ‘bom’ para saúde.
. >Chuva é ‘necessário’ às plantações.
. >Bebida alcoólica é ‘proibido’ para os motoristas.
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
II. Se o sujeito da expressão vier antecedido do ARTIGO (ou de qualquer outro determinante), ocorrerá concordância.
ex. >A cerveja brasileira é ‘boa’.
. >Esta chuva é ‘necessária’.
. >Todas as bebidas alcoólicas são ‘proibidas’ para menores.
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
2. Com um único ADJETIVO (ou palavra na função adjetiva).
I. Se o a ADJETIVO vier ANTEPOSTO a dois ou mais SUBSTANTIVOS, ele concorda com o ‘mais próximo’.
ex. >Escolhemos ‘MÁ’ hora e lugar. >Escolhemos ‘MAU’ lugar e hora.

ATENÇÃO” – “Se o adjetivo anteposto aos substantivos estiver exercendo a função sintática PREDICATIVO, admite-se a concordância no plural com ambos (sujeito composto ou duplo objeto direto).
ex. >Estavam ‘angustiados’ a torcida e os jogadores.
(ordem direta: A torcida e os jogadores estavam angustiados.)
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
II. Se o ADJETIVO vier posposto aos SUBSTANTIVOS, a concordância poderá ocorrer com o SUBSTANTIVO mais próximo, ou no plural (masculino ou feminino, de acordo com os nomes, mas, se estes forem de gêneros diferentes, o adjetivo poderá ficar no masculino/plural).
ex. >O aluno escolheu a hora e o momento adequado.
. >O aluno escolheu o momento e a hora adequada.
. >O aluno escolheu a hora e o momento ‘adequados’.
. >O aluno escolheu o momento e a hora ‘adequados’.
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
D. CONCORDÂNCIA IDEOLÓGICA.
Quando a concordância não é feita de forma gramatical (com o nome em questão), mas com a ideia subentendida nele.
ex. > A poluída “São Paulo” está alagada.
( O termo “POLUÍDA” concorda com a ideia subentendida: “CIDADE”).
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
(professor: Ademir Rêgo de Oliveira/2012)



Profaro
Enviado por Profaro em 12/06/2012
Reeditado em 12/06/2012
Código do texto: T3721124
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Profaro
Coribe - Bahia - Brasil, 65 anos
1345 textos (86546 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/10/14 04:57)



Rádio Poética