CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Exercícios de Orações Coordenadas

1. Classifique as orações coordenadas conforme o código abaixo:

( 1 ) oração coordenada assindética
( 2 ) oração coordenada sindética aditiva
( 3 ) oração coordenada sindética adversativa
( 4 ) oração coordenada sindética alternativa
( 5 ) oração coordenada sindética explicativa
( 6 ) oração coordenada sindética conclusiva
Vamos relacionar o código às alternativas? Bons estudos!

a) Gosto muito de dançar, pois faço “jazz”desde pequenina. (  )

b) Recebeu a bola, driblou o adversário e chutou para o gol. (  )

c) Acendeu o “abat-jour”, guardou os chinelos e deitou-se. (  )

d) Não se desespere, que estaremos a seu lado sempre. (  )

e) Ele estudou bastante; deve, pois, passar no próximo vestibular. (  )

f) Está faltando água nas represas, por conseguinte haverá racionamento de energia.(  )

g) Não me abandone, ou eu sou capaz de morrer. (  )

h) Não é gulodice, nem egoísmo de criança. (  )

i) Ela não só chorava, como também rasgava as cartas com desespero. (  )

j) Choveu muito na região sudeste; no entanto, o rodízio de água começará amanhã. (  )

Exercício 2: (UFMS 2010)

Observe o emprego das conjunções nos períodos abaixo.

I. Ora Maria estuda História, ora ela ouve música.

II. Ou você estuda História, ou você ouve música.

III. Se você for estudar História, não ouvirá música.

IV. Se você for ouvir música, não estudará História.

Levando em consideração que a conjunção é um dos elementos linguísticos responsáveis pela orientação argumentativa do discurso, é correto afirmar:

1) O sentido de alternância só ocorre no caso de I, pois é possível que a pessoa, no caso Maria, faça as duas coisas: estudar e ouvir música.
2) Em II, III e IV não existe a possibilidade de as duas coisas se realizarem, porque há a ideia de uma exclusão explícita, marcada tanto pela conjunção “ou” como pela conjunção “se”.
4) A idéia de alternância está presente em todos os períodos, uma vez que se trata de períodos compostos por orações subordinadas alternativas.
8) A alternância é nítida em II, III e IV, que são períodos cujas orações classificam-se como “condicionais”.
16) A conjunção “ou” nem sempre expressa exclusão.

As opções corretas acima são: 2 e 16
________________________

Resolva Exercícios de Português sobre Conjunções na Língua Portuguesa para Concurso Público e Vestibulares com Gabarito no Final da Página.

Conta-se que, um dia, Sócrates parou diante de uma tenda do mercado em que estavam expostas diversas mercadorias. Depois de algum tempo, ele exclamou: "Vejam quantas coisas o ateniense precisa para viver." Naturalmente ele queria dizer com isto que ele próprio não precisava de nada daquilo. Esta postura de Sócrates foi o ponto de partida para a filosofia cínica, fundada em Atenas por Antístenes - um discípulo de Sócrates, por volta de 400 a. C. Os cínicos diziam que a verdadeira felicidade não depende de fatores externos, como o luxo, o poder político e a boa saúde. Para eles, a verdadeira felicidade consistia em se libertar dessas coisas casuais e efêmeras. E justamente porque a felicidade não estava nessas coisas, ela podia ser alcançada por todos. E, uma vez alcançada, não podia mais ser perdida.
(Jostein Gaarden, O Mundo de Sofia. São Paulo, Cia. das Letras, 1995)

Atente-se ao emprego da conjunção

Exercício de conjunção 1. Assinale a alternativa que introduz, corretamente, de acordo com o sentido do texto, uma conjunção na frase: E, uma vez alcançada, não podia mais ser perdida.
a) E, por mais que alcançada, não podia mais ser perdida.
b) E, ainda que alcançada, não podia mais ser perdida.
c) E, quando alcançada, não podia mais ser perdida.
d) E, para que alcançada, não podia mais ser perdida.
e) E, nem alcançada, não podia mais ser perdida.
Usos dos Porquês e Atividade com Gabarito de Conjunção
Exercício sobre o Uso dos Porquês 2. Assinale a alternativa correta quanto à grafia da palavra porque.
a) Mas o futebol tem importância por quê? Você sabe o motivo por que o brasileiro ama futebol? Porque ele mexe com outras dimensões de nossa natureza.
b) Mas o futebol tem importância porque? Você sabe o motivo porque o brasileiro ama futebol? Porque ele mexe com outras dimensões de nossa natureza.
c) Mas o futebol tem importância por quê? Você sabe o motivo porque o brasileiro ama futebol? Por que ele mexe com outras dimensões de nossa natureza.
d) Mas o futebol tem importância por quê? Você sabe o motivo por que o brasileiro ama futebol? Por que ele mexe com outras dimensões de nossa natureza.
e) Mas o futebol tem importância por que? Você sabe o motivo porque o brasileiro ama futebol? Por que ele mexe com outras dimensões de nossa natureza.

Exercício de conjunção 3. Assinale as afirmações abaixo com V (verdadeiro) ou F (falso), no que se refere ao emprego de nexos do texto.
( ) A substituição de Se por Caso, em Se você não está no Facebook e encontra aquele amor antigo da escola ali exige que os verbos dessas orações subordinadas sejam flexionados no modo subjuntivo.
( ) No trecho E agora que ela faz parte da vida de praticamente todo mundo há uma década, a conjunção E poderia ser substituída pela conjunção Mas, sem prejuízo do sentido original.
( ) A substituição de já que por por, em já que elas mostram num mapa onde os usuários estão a cada momento exigiria que o verbo mostrar fosse flexionado no infinitivo.
( ) para, em para protestar contra aquela mudança na configuração de privacidade poderia ser substituído por a fim de, sem prejuízo do sentido original.
A seqüência que preenche corretamente os parênteses, de cima para baixo, é
a) V - V - F - V.
b) F - F - V - F.
c) V - F - F - V.
d) V - F - V - V.
e) V - F - V - F.

Gabarito: 1.C 2.A 3.D

_________________

Exercícios resolvidos de conjunções coordenativa e subordinativa com gabarito para Vestibular, Concursos e ENEM
1. No período "Os banqueiros já puderam comemorar o investimento, pois o índice de risco e de instabilidade do Brasil caiu", a conjunção pois estabelece uma relação de:
a) explicação
b) oposição
c) condição
d) causa
e) comparação

2. Observe atentamente os segmentos ainda não contidos pelo estigma de improdutivos e ainda não constrangidos pela impaciência. No contexto, eles
a) expressam idéias que estão unicamente justapostas, sem nenhuma outra relação entre elas.
b) expressam, respectivamente, uma causa e uma conseqüência.
c) estão em relação de alternância.
d) expressam dois desejos, por isso estão associados como se estivessem unidos pela conjunção e.
e) expressam comparação entre dois fatos.

Gabarito: 1.A 2.B
 
http://www.analisedetextos.com.br/2010/02/exercicios-de-oracoes-coordenadas.html
Enviado por J B Pereira em 29/07/2012
Reeditado em 02/08/2012
Código do texto: T3802406
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (http://www.analisedetextos.com.br/2010/02/exercicios-de-oracoes-coordenadas.html).

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
733 textos (200711 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/09/14 18:18)