CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

CONCORDÂNCIA VERBAL (1)

____________________________________________

Sujeito Simples

 

É a relação existente entre o [verbo e seu sujeito]. Concordar significa que o termo subordinado, o verbo, ajusta suas flexões, de número e pessoa ao número e pessoa do termo subordinante, o sujeito: Eu estudo, tu estudas, nós estudamos.

Regra Geral: Havendo um só núcleo (sujeito simples) com ele concorda o verbo (antes ou depois do sujeito) em número e pessoa:

   A primavera (s) morrerá (v), um dia, por certo...

   Acontecem(v) tantas desgraças(s) neste planeta.

Cabe Lembrar que só o substantivo e seu substituto o pronome podem ser [núcleo do sujeito].

CASOS ESPECIAIS DE CONCORDÂNCIA VERBAL

Embora os casos sejam bastante simples, a matéria é complexa e controversa, sujeita a soluções divergentes. Existem alguns casos especiais que podem gerar polêmicas, já que mesmo escritores de peso, por questões de estilo, apresentam soluções diferentes para um mesmo caso de concordância.

Concordância Siléptica (Silepse) - Ocorre quando o [verbo] deixa de concordar com o sujeito expresso na frase para concordar com um elemento implícito na mente de quem fala:

   Os brasileiros somos improvisadores.

O verbo não está concordando com Os brasileiros (sujeito), mas sim com [nós brasileiros] – sujeito implícito.

    A gente [nós] somos inútil (Ultraje a Rigor).

Concordância dos Verbos Impessoais - em Português, são os verbos sem sujeito. Esses verbos devem permanecer sempre na 3ª pessoa do singular. São eles:

1º. Verbo Fazer quando usado em orações que dão a ideia de tempo: Faz três horas que vi o meu amor.

   Ontem fez vinte anos que meu avô morreu.

Cuidado para não levar os verbos auxiliares ao plural; eles também não variam: Deve fazer três horas que vi meu amor.

   Está fazendo três anos que ele está no governo.

2º. Verbo Haver quando significa existir, acontecer, realizar-se, ou fazer: Havia (existiam) muitas pessoas no barco que afundou.

   Houve (aconteceram) protestos da população.

   Haverá (realizar-se-ão) eleições este ano.

   (faz) tempos não vejo seu irmão.

Também neste caso os verbos auxiliares ficam no singular:

   Vai haver protestos da população.

   está havendo eleições! Progredimos!

Mas atenção:

1ª. Se o verbo haver for [auxiliar] de outro verbo, concorda normalmente com o sujeito da oração: Os convidados já haviam saído.

2ª. O verbo [existir] não é verbo impessoal, possui sujeito com o qual concorda normalmente: Nesta cidade existem bons médicos.

3º. Verbo Chover quando usado no sentido próprio é impessoal:

   Choveu e nevou, durante muitos dias.

   Choveu à beça ontem.

Usado no sentido figurado, por exemplo, no sentido de cair, deixa de ser impessoal e, portanto, concordará com o sujeito:

   Choviam pétalas de flores (suj.). / Choveram (o quê?) comentários e palpites.

Concordância dos Verbos [Dar, Bater E Soar] - Estes verbos, quando indicam horas, concordam sempre com o número das horas:

   deram onze horas, mas ainda não onze e meia.

   Estão batendo dez horas neste instante.

   Será que já soaram duas horas?

   Deu uma e meia.

Porém, se aparecer o termo [relógio] ou [equivalente] como sujeito, a concordância se fará com o sujeito:

   deu onze horas o relógio da sala. => O relógio da sala (s) já deu...

   Bate dez horas o relógio da matriz. => O relógio da matriz (s) bate...

Por favor, não vá confundir "o sujeito" com o adjunto adverbial de lugar. Sendo adjunto o termo relógio (ou equivalente), o verbo concordará com o número de horas: Deram dez horas (onde? em que lugar?) no relógio da matriz.

   Soaram dez horas (onde? em que lugar?) no relógio da igreja.

Não é o mesmo que: Deu dez horas (quem deu?) o relógio da matriz.

Haver e fazer quando indicam horas, "não variam":

   Faz dez horas que ele partiu. / Há seis horas que o dia raiou.

Concordância dos Verbos [Faltar, Bastar e Sobrar] - Esses verbos concordam normalmente com o sujeito. Portanto:

   Faltam dois minutos para a meia-noite.

   Sobraram muitos doces e salgados na festa.

   Bastam duas crianças para a casa virar do avesso.

Concordância de Verbos + Partícula Apassivadora [SE] – Para acessar esta concordância, os exercícios e o gabarito, clique: Aqui! ®Sérgio.

Para Acessar aos Exercícios, Clique AQUI!

Tópicos Relacionados: (clique no link)

Concordância Verbal (2).

Concordância Verbal (3).

Concordância Verbal (4).

Concordância Verbal  – Exercícios – Segunda Parte .

Concordância Verbal  – Exercícios – Terceira Parte.

________________________________________

Ajudaram na elaboração deste trabalho: Cegalla, Domingos Paschoal. Dicionário de Dificuldades da Língua Portuguesa. Ed. Nova Fronteira, Rio de Janeiro, 1996. / Rocha Lima, Carlos Henrique da.  Gramática normativa da língua portuguesa. 45ª ed.  Rio de janeiro: José Olympio, 2006.

Se você encontrar omissões e/ou erros (inclusive de português), relate-me.

Agradeço a leitura e, antecipadamente, qualquer comentário. Volte Sempre!

Ricardo Sérgio
Enviado por Ricardo Sérgio em 14/11/2005
Reeditado em 10/01/2013
Código do texto: T71264
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Ricardo Sérgio
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 66 anos
1281 textos (14124056 leituras)
7 e-livros (5919 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/07/14 23:58)