CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

REGÊNCIA VERBAL – PARTE 2

______________________________________________________

Verbos e Regências

Este estudo relaciona apenas a regência mais usual dos verbos; para os que possam dar maior margem a dúvidas, definimo-nos, em alguns casos, por uma delas, entre duas ou mais possíveis.

Abreviaturas usadas na Regência dos Verbos: TD (= transitivo direto). TI (= transitivo indireto). / TDI (= Transitivo direto e indireto).

Atender [a] (coisas, pedidos, sugestões, intimações) é TI:

   Atendeu aos pedidos, aos conselhos, as solicitações do pai.

   O diretor não atendeu ao requerimento, aos avisos, à intimação.

Atender (alguém, telefone, campainha, recepcionar, tomar em consideração) é TD: O médico atendeu o doente. / Atendeu o telefone.

    As meninas estão atendendo os visitantes.

Observação: O verbo atender não aceita como complemento para pessoa o pronome [lhe]; exige o(s), a(s): O chefe o atenderá mais tarde.

Chamar (= convocar, fazer vir) é TDI (preposição "a"):

    O Diretor chamou [o aluno] [à sua presença].

    Estão chamando [o professor] [ao telefone].

Chamar (= denominar, tachar) é TD. Deve estar sempre acompanhado de um pronome átono (me, te, se, nos, etc.):

   Eu me chamo Paulo.

   Ela se chama Maria. / Chamaram–no charlatão.

Chegar, Ir, Vir, Sair, Voltar, Subir e todos os verbos de movimento são intransitivos, não exigem complementos (Chegamos! Cheguei! Fui!). Esses verbos, geralmente, apresentam um adjunto adverbial. Quando o adjunto adverbial for de lugar, usa-se a preposição [a], [para] e não [em]: Chegamos ao teatro (e não: no).

   Fui ao Maracanã (e não: no). / Ele foi para a Espanha.

Na norma culta, a preposição [em] depois do verbo de movimento, indica o lugar dentro do qual ocorre a ação: O menino ia no bonde (dentro do bonde).

Compartilhar é TD: Não compartilhamos essa opinião.

Comunicar é TD de coisa e TI de pessoa:

   O motorista comunicou [o acidente] [à polícia].

Comentar – Sempre comente algo com alguém; nunca sobre um assunto: Comentamos a vitória do palmeiras (e não: sobre).

   Os alunos comentavam a aula (e não: sobre).

Com sobre, use fazer comentários: Os alunos faziam comentários...

Confiar (= ter confiança) é TI. Use-o com a preposição [em]:

   Confio em meus amigos.

   Ele sempre confiou em sua namorada.

Confiar (= entregar com confiança) e Ensinar são TDI (prep. a):

   Ensinava [dança] [a Joana]. Ensinamos [alguma coisa] [a alguém]

   Confiou os documentos a você. Confiamos [alguma coisa] [a alguém]

Consistir é TI. Rege a preposição [em]:

    A peça consiste em três atos.

Ensinar é TDI. Ensinamos alguma coisa [a] alguém ou alguém [a] fazer alguma coisa: Ensinava computação aos seus alunos.

    Ensinava seu funcionários a usar o computador.

Estimar é TD: Estimava todos os amigos.

Esquecer / Lembrar admitem duas construções:

1ª. Se usá-los com a preposição [de], use-os com pronome, obrigatoriamente: Esqueci-me do seu nome.

   Você se lembra do dia do meu aniversário?

2ª. Se quiser usá-los, sem a preposição, não use o pronome:

   Você lembra o dia do meu aniversário? / Esqueci seu nome.

Implicar (acarretar, envolver) é TD:

   A sua decisão implica demissões.

Implicar (= ter implicância) é TI. Use-o com a preposição [com]:

   O professor implicava com todos.

   Não é bom implicar com os filhos.

Informar é TD (para coisas e objetos) e TI (para pessoas, prep. "a"):

   Informe os novos preços (coisa) aos clientes (pessoa).

A mesma regência de informar cabe a: avisar, certificar, notificar, prevenir.

Morar e Residir são verbos TI. Use-os com a preposição [em]:

    Moro na (em + a) Rua Minas Gerais. / Ela reside na Alameda Itu.

Lembre-se: moramos, residimos em algum lugar, e não a algum lugar.

Namorar é TD. Não use com a preposição [com]:

   Namoro você faz tempo. (e não: namoro com)

   Quer me namorar? (e não: Quer namorar comigo?)

Esse verbo possui os significados de inspirar amor a, galantear, cortejar, apaixonar, seduzir, atrair, olhar com insistência, com cobiça e cobiçar:

   O mendigo namorava a torta que estava sobre a mesa.

   Eu estava namorando este cargo há anos.

Obedecer E Desobedecer (TI) – Rege a preposição [a]:

   Os corpos obedecem à lei da gravidade.

   O bom filho não desobedece aos pais.

Para substituir uma pessoa que funcione como complemento desses verbos, use "lhe" ou "a ele/ela": Obedeço ao mestre / Obedeço-lhe (a ele). Se não for pessoa, só se pode usar "a ele/ela": Obedeço ao código / Obedeço a ele. ®Sérgio.

Para ter acesso a primeira Parte dos Exercícios, clique AQUI!

Para a Segunda Parte, clique AQUI!

Veja Também: (clique no link)

Regência Verbal (3) – Verbos e Regências.

Regência Verbal (1) - Verbos e Regências.

Regência das Formas Pronominais

O Verbo Transitivo na Regência Verbal.

________________________________________

Ajudaram na elaboração deste trabalho: CEGALLA, Domingos Paschoal. Dicionário de Dificuldades da Língua Portuguesa. Ed. Nova Fronteira, Rio de Janeiro, 1996. / LUFT, Celso Pedro. Dicionário Prático de Regência Verbal. São Paulo, Ática, 1987.

Se você encontrar omissões e/ou erros (inclusive de português), relate-me.

Agradeço a leitura e, antecipadamente, qualquer comentário. Volte Sempre!

Ricardo Sérgio
Enviado por Ricardo Sérgio em 04/12/2005
Reeditado em 12/08/2012
Código do texto: T80651
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Ricardo Sérgio
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 66 anos
1281 textos (14663986 leituras)
7 e-livros (6123 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/14 07:43)