Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O PARÁGRAFO

--------------------------------------

(Grego: Para = perto, ao lado / grafo = escrevo)

 

Os textos em prosa (narrativos, descritivos ou dissertativos), são formados, geralmente, por uma ou mais unidades menores chamadas de parágrafo.

Indica-se o parágrafo em um texto, seja ele impresso ou manuscrito, por um pequeno recuo de sua primeira linha em relação à margem esquerda da folha. Inicia-se com letra maiúscula e com o espaçamento em branco entre o anterior e o seguinte.

Do ponto de vista lingüístico o parágrafo deve conter uma idéia central, as quais se agregam outras, secundárias, ligadas entre si e relacionadas à idéia central:

=> Vida é dor, e acordo com dor de dentes. O dia é belíssimo, um sol de verão invade o barraco; quanto a mim, choro de dor. Choro também por outras razões, mas principalmente de dor.

=> A vida é combate. De nada adianta ficar deitado. Levanto-me e começo a fazer ginástica. Ao fletir o tronco, dou com o bilhete de Francisca, em cima da cadeira. (Moacir Scliar)

Observem que no primeiro parágrafo a idéia central é de que a vida é dor. Em torno dessa idéia, outras (secundárias) são desenvolvidas pelo autor, mas todas intimamente ligadas pelo sentido e relacionadas à idéia central.

Podemos verificar, também, que todo o parágrafo diz respeito a uma só idéia central, quando esta muda (como no segundo parágrafo), deve-se abrir um novo parágrafo, como fez Moacir.

A Estrutura do Parágrafo

A estrutura da maioria dos parágrafos (denominado parágrafo-padrão) organiza-se em três partes: introdução, desenvolvimento e, mais raramente, conclusão. Cabe lembrar que não há um modo rígido para a construção de um parágrafo. Tudo depende da natureza do assunto, do tipo de composição e, principalmente, das preferências de quem escreve. Portanto, o parágrafo na prática não tem regras inflexíveis de aplicação. Mas não há dúvida de que a maioria é assim estruturado, pois é o método  mais adequado para assegurar a unidade e coerência do parágrafo.

a) A Introdução é constituída de um ou dois períodos, quase sempre breves, que encerram a idéia central ou a idéia-núcleo, definindo o seu objetivo. A essa idéia-núcleo dá-se o nome de tópico frasal, que pode, não raro, ele mesmo representar sozinho todo o parágrafo:

No texto exemplo, a oração [vida é dor], introduz o assunto e governa o resto do parágrafo; dele nascem outros períodos secundários ou periféricos. É o roteiro do escritor na construção do parágrafo.

b) O Desenvolvimento consiste na explanação da idéia-núcleo, ou seja, o desenvolvimento de idéias secundárias que fundamentam ou esclarecem o tópico frasal:

=> [...], e acordo com dor de dentes. O dia é belíssimo, um sol de verão invade o barraco; quanto a mim, choro de dor. Choro também por outras razões, mas principalmente de dor.

c) A Conclusão nem sempre está presente no parágrafo, especialmente nos mais curtos ou naqueles em que a idéia central não apresenta maior complexidade. A conclusão retoma a idéia central, levando em consideração os diversos aspectos selecionados no desenvolvimento.

=> Choro também por outras razões, [mas principalmente de dor].

Exemplificado a Estrutura:

“O maior problema do professor Ari era o salário, que não estava chegando para as despesas. Os outros problemas, também graves, eram conseqüência da falta de dinheiro. Sustentar a família de mulher e dois filhos era uma ginástica que começava de manhã cedo e ia até tarde da noite.”

A idéia básica desse parágrafo é: "O maior problema do professor Ari era o salário".

Essa idéia básica é complementada, desenvolvida por outras secundárias, mas a ela relacionadas: "Os outros problemas, também graves, eram conseqüência da falta de dinheiro. Sustentar a família de mulher e dois filhos era uma ginástica que começava de manhã cedo e ia até tarde da noite".

Observações Sobre o Parágrafo:

A partição de um texto em parágrafos tem a particularidade de facilitar, ao escritor, a estruturação do texto, e a de possibilitar, ao leitor, uma melhor compreensão.

Nas dissertações, os parágrafos são estruturados a partir de uma idéia-núcleo que normalmente é apresentada em sua introdução, desenvolvida e reforçada por uma conclusão. Geralmente ficam entre quatro ou cinco parágrafos (um para a introdução, dois ou três para o desenvolvimento e um para a conclusão).

A fala da personagem em uma narrativa que apresente um discurso direto deve corresponder a um parágrafo. De maneira que essa fala não se confunda com a de outra personagem ou com a do narrador.

Os parágrafos curtos são próprios de textos pequenos como, por exemplo, notícias jornalísticas, revistas, livros didáticos. Já artigos e editoriais costumam ter parágrafos um pouco mais longos. O parágrafo curto pode também ser intercalado no meio de parágrafos longos, com a finalidade de enfatizar uma idéia.

Os parágrafos longos são caracterizados por textos acadêmicos ou científicos, pois se estendem por muitas páginas devido à complexidade das idéias e explicações. ®Sérgio.

____________________

Para copiar o texto: selecione-o e tecle Ctrl + C.

Bibliografia: Rocha Lima e Raimundo Barbadinho Neto

Manual de Redação, 5ª ed., FAE, Brasília, 1994.

Agradeço a leitura e, antecipadamente, qualquercomentário.

Se vocêencontrarerros (inclusive de português), porfavor, meinforme.

Ricardo Sérgio
Enviado por Ricardo Sérgio em 08/05/2008
Reeditado em 29/09/2009
Código do texto: T981073

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.
Enviar por e-mail
Denunciar

Sobre o autor
Ricardo Sérgio
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 67 anos
1281 textos (15192184 leituras)
7 e-livros (6338 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/11/14 17:30)
Ricardo Sérgio



Rádio Poética