Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AO NELSON FACHINELLI – em DESAFIOS


Nadir Silveira Dias


Foi assim: alterou-se a pressão sangüínea e poética naquele ato e ele nunca mais foi o mesmo que fora antes. E bom mesmo é que continua sendo ele mesmo cada dia melhorado.

Naquele dia, tudo se passou de modo muito rápido.

A partir de uma antecedente série de peregrinações e gestões criava-se um ponto cardeal no Brasil meridional. Em atos seqüenciados, primeiro na Capital Gaúcha, depois no interior do Estado do Rio Grande do Sul e, por conseguinte, em todo o Brasil, em toda a América Latina.

Nascia a Casa do Poeta Riograndense, a Casa do Poeta Brasileiro e a Casa do Poeta Latino-americano. Dentre tantos outros, à sua frente estava um Poeta Servidor da Justiça Especializada do Trabalho, depois o cognominado Operário das Letras.

Gente humilde, gente simples, firme, elegante, e valorosa em atos e ações na vanguarda das Letras, quase ou integralmente sem nenhum apoio oficial. Nelson Fachinelli gosta do povo e de todo coração almeja que o povo pense, que o povo crie. Que o povo crie asas. Que se liberte do jugo da hipocrisia, da bazófia, da intimidação, da falta de quase tudo para bem agir, para bem viver.

Por isso, não é à-toa que sempre invoca o grande Castro Alves em suas manifestações: “Oh! Bendito o que semeia / Livros... livros à mão cheia... / E manda o povo pensar! / O livro caindo n’alma / É germe – que faz a palma, / É chuva – que faz o mar.” Hoje na 38ª Gestão (então ano de 2002), a Casa do Poeta Riograndense, recentemente instalada no Centro Cultural Usina do Gasômetro, espalha lume a partir da própria chaminé da velha usina energética, do novel e luzeiro centro cultural.

O ano (?), o ano era o de 1964 e já estamos no terceiro milênio, quantas sementes plantadas, quantos frutos espargidos!

Porém, os DESAFIOS continuam e ele continuará conosco. Por assim dizer, e bendizer, Nelson Nilo Fachinelli é a poesia expressa em atos e ações. Sua longa atividade em prol da poesia, sua amante maior, e da literatura, de um modo geral, lhe garante o reconhecimento duradouro de quem, assim como eu, fui acolhido na Casa do Poeta Riograndense ainda na condição de iniciante, com a publicação do primeiro livro de poesias. Nelson Fachinelli exercita com brilho o ativismo cultural, que é parte marcante de sua vida e se estende, reconhecidamente, por inúmeros estados da Federação e do exterior.

O texto é de autoria do signatário e foi reproduzido como constante na Coletânea DESAFIOS, da Associação Artística e Literária “A Palavra do Século XXI”, organização de Rozelia Scheifler Rasia, Cruz Alta - Terra de Erico Verissimo, RS, 2002, na página 20, cuja edição foi produzida em homenagem ao prestigiado poeta e escritor. O título “Nelson Fachinelli, o Vanguardista das Letras”, que antecede a homenagem, foi criado pela organizadora.


Escritor e Poeta – nadirsdias@yahoo.com.br
Nadir Silveira Dias
Enviado por Nadir Silveira Dias em 07/03/2006
Código do texto: T119754
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nadir Silveira Dias
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
1036 textos (153743 leituras)
4 e-livros (380 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:42)
Nadir Silveira Dias