Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Mulher.


Hoje escrevo-te um poema.
Repito cada estrofe em silêncio.
Como navegante etéreo
busco anjos que me lembrem você.

Mulher que a tempos me despia
e que hoje tenho apenas recordações.
Onde se encontra o teu rosto ?
E os teus olhos, em que estrela se perdeu ?

Tento recordar a tua voz, tão doce,
meiga, cheia de ternura e carinho. . .
porém, já não a escuto.
Ela se mistura aos sons do infinito.

E o seu cheiro, faz tanto tempo.
Ele vem e vai, confunde-se às rosas,
aos cravos e jasmins.
Dissipa-se lentamente, como se não existisse.

Mulher, me sinto perdido, sem alento.
Meu corpo estremece, queria seu corpo. . .
Queria me entregar ao abandono dos seus caprichos.
Ir ao seu encontro, e num último beijo, silenciar-me.


08/03/06
Dia Internacional da Mulher
Wilcaro Pastor
Enviado por Wilcaro Pastor em 14/03/2006
Reeditado em 25/04/2011
Código do texto: T122917
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Wilcaro Pastor
Coronel Fabriciano - Minas Gerais - Brasil, 65 anos
489 textos (37602 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:27)
Wilcaro Pastor