Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu Tio Jandy,Memorial(I)

Acaba de passar para outra dimensão meu tio Jandy,o mais velho.Minha avó Theóphila Theonila teve nada menos que dezenove filhos.
Destes,sobraram cinco,do tio Jandy à minha mãe,Terezinha.Extremos dessa fieira, se adoravam.
Meu tio foi uma referência em minha vida.Ao ver que eu gostava de ler,comprou-me "A Cabana do pai Thomás",em uma bela capa dura.Apresentou-me à sua estante,a não proibida.Na proibida aos meus doze anos,estavam os livros de Jorge Amado,que ele e a esposa, a linda Tia Mary,liam,rindo à socapa.Um dia peguei a chave e li uns trechos.Uff!
Novinho,ele foi para am Amazônia,para os seringais,meio fugido de casa e passou o diabo,até fugir,vestido de padre.Era bem humorado e ao mesmo tempo,muito bravo.
Nas férias,nos pegava para viajar com ele,que era representante farmacêutico.Tia Mary,da família italiana Lomonte,de Alfenas,MG,era formada em Farmácia e foi na dela que ele a conheceu.
Dado a doces e amorosos raptos,uma vez "raptou" os sobrinhos-netos ,ligando depois da estrada ,dizendo que levara a turma toda,de Juiz de Fora para Campanha.
Certa feita,chegaram a nosso apartamento na Av.Rio Branco,ele e Tia Mary (o nome todo era Mariantonia),uma mulher deveras elegante e doce,nariz romano e olhos esverdeados.Ela ria muito;ambos estavam na estrada quando ele,saudoso da mana caçula e dos sobrinhos,cometeu novo rapto.Depois do jantar,lá estava ela na pia,lavando com sabonete ,a calcinha,pois voltariam pela manhã e ela não levara nada.Era domingo,comércio fechado.Essas surpresas eram-nos motivo de grande alegria.
Foram pais de Solimar (nome formado por Solimões,seu segundo prenome, e Mar,de Mari),que é advogada e Leonardo Luiz,que carrega os nomes dos dois.É conhecido como Nardinho e se parece fisicamente com a família nordestina do pai e a italiana da mamma...O terceiro filho,um anjo.Chamava-se Mauricinho,criança eterna de lábios corados e um mundo denso...
Nas viagens com tio Jan,passei também férias em Pouso Alegre,onde ele,excelente filhjo,comprara uma chácara para meu avô Luiz Máximo e minha avó Theó,que aguardava o filho querido à porta,cheia de saudades.
Para que Mauricinho tivesse um bom tratamento,mudaram-se de Alfenas para campanha,a cidade histórica de Vital Brasil,onde instalou uma farmácia com o nome do cientista.Tia Mary era muito trabalhadora e todos os dias,estava lá.Titio às vezes,viajava distribuindo medicamentos nas pequenas farmácias do interior mineiro.
Ele estava sempre muito bem vestido,gostava de coisas finas.Autodidata,sempre quis editar um livro de memórias e comigo trocou cartas sobre isso.
A passagem da esposa,grande companheira, deixou-o desconsalado.Algum tempo depois,conheceu uma senhora de Jundiaí,chamada Raquel,com quem contraiu segundas núpcias.
E agora,se vai o meu tio.Eu nem soube,senão já muito tarde.Não fui encontrada,pois chego tarde do consultório.Mais tarde,minha mana Cleone ligou e deu-me,com cuidado,a notícia.Soube,pelo Nardinho,que minha prima Soli declamou o poema "Um Homem ",que escrevi há muitos anos e lhe dediquei.Assim,através de minha palavra,"estive"lá Passei a noite em vigília,recordando esse tioquerido.
Que descanse entre os seus entes queridos,ancestrais e amigos.

Clevane Pessoa de Araújo Lopes
clevane pessoa de araújo lopes
Enviado por clevane pessoa de araújo lopes em 10/04/2006
Reeditado em 11/12/2011
Código do texto: T137010

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autor e o link para o site "www.sitedoautor.net(Clevane pessoa de araújo lopes;(www.clevanepessoa.net/blog.php)). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
clevane pessoa de araújo lopes
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 69 anos
555 textos (176736 leituras)
21 e-livros (13423 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:30)
clevane pessoa de araújo lopes