Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RETRATO DE MÃE

Uma simples mulher existe que, pela imensidão
de seu amor, tem um pouco de Deus, e, pela cons-
tância de sua dedicação, tem muito de anjo, que
sendo moça, pensa como uma anciã e, sendo velha,
age com as forças todas da juventude,    quando
ignorante melhor que qualquer sábio, desvenda os segredos da vida, e, quando sábia, assume  a
simplicidade das crianças, pobre sabe  enrique-
cer-se com a felicidade dos que ama, e rica em-
pobrecer-se para que seu coração não sangre ferido pelos ingratos, forte, entretanto estreme
ce ao choro de uma criancinha, e, fraca   entre-tanto se alteia com a bravura dos leões.
Viva não lhe sabemos dar valor porque à sua som-
bra todas as dores se apagam, e, morta tudo    o que somos e tudo o que temos daríamos para vê-
la de novo, e dela receber um aperto de seus bra
ços, uma palavra de seus lábios. Não exijam de
mim que diga o nome dessa mulher, se não  quize-
rem que ensope de lágrimas este álbum, porque eu
a vi passar no meu caminho.
      Quando crescerem seus filhos,   leiam para
eles esta página, eles lhes cobrirão de   beijos
a fronte, e dirão que um pobre viandante em tro-ca da suntuosa hospedagem recebida, aqui deixou para todos o retrato de sua própria MÃE.

          Don Ramon Angel Jara
          Bispo de La Serena - Chile
          Texto escrito em um álbum.  
WILSON FONSECA
Enviado por WILSON FONSECA em 11/05/2006
Reeditado em 11/05/2006
Código do texto: T154022
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
WILSON FONSECA
Rio Grande - Rio Grande do Sul - Brasil, 67 anos
193 textos (18090 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:34)
WILSON FONSECA