Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sou mãe

Chorei com a noticia,
Um misto de medo com felicidade,
Chorei no primeiro ultra-som,
Ao ver o coração batendo forte,
Percebi que daquele dia em diante minha vida não seria mais só minha.
Alem de não ser mais responsável apenas por mim.
Medo, suspense, expectativa amor...
O mais louco amor aflorava dentro de mim.
Crescia sem a minha vontade ou permissão.
Um amor inexplicável,
Até doentio, que me trazia insônia e euforia.
Foi crescendo dentro de mim.
Deformou-me,
O corpo, com as curvas mais lindas, e feias ao mesmo tempo.
Curvas de quem é mãe.
Curvas de quem é mulher, curvas fruto do amor.
De repente, nasceu, com os olhos tão ou mais assustados que os meus.
Demonstrando tanto ou mais medo do que eu, o medo da vida que se iniciava,
Meu bebê, vida da minha vida.
Sou menina-mulher-mãe.
Senti então um dos maiores prazeres da minha vida.
Amamentei, continuei dando vida pelo meu corpo,
Senti o toque dos dedinhos no meu seio, no meu coração,
A força da vontade de viver, sugando meu leite.
Vi o fruto do meu ventre crescer,
Sofri com seus sofrimentos,
Tivemos febre, gripe, e tudo mais que mãe tem junto dos filhos,
Sobrevivemos nos amando cada dia mais.
Sorri junto nas suas alegrias e vitórias.
E hoje, tenho muito orgulho de quem são..
Falo sempre de boca cheia..
SÃO MEUS FILHOS.
Fruto do meu ventre,
Uma das razões da minha existência.
Personagens eternos da minha história,
Restritavv
Enviado por Restritavv em 14/05/2006
Reeditado em 14/05/2006
Código do texto: T155905
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Restritavv
Vila Velha - Espírito Santo - Brasil, 50 anos
91 textos (5712 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 05:02)
Restritavv