Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Como a poetisa:)

Ísis

deusa
visitas
e deixas

pela boca
das palavras
teu oráculo meu!

um dia escrevi..."O meu mundo? Criei-o eu. E deixei-o livre, em aberto, em instabilidade constante, para que cada um, a sua Obra Prima, pudesse criar… fazer-se em mim. Inaugurar o que melhor tem de seu na minha alma, no meu céu, com o sentido que o todo lhe dá!"... tudo isto para dizer lindo...como compreendo!!!
Enviado por isis (não autenticado* | IP: 193.136.242.250 ) em 15/05/2006 12:02
para o texto "suaves suspiros II"

Ressuscito
Das tuas palavras:
«
O meu mundo?
Criei-o eu. E deixei-o livre,
em aberto, em instabilidade constante,
para que cada um, a sua Obra Prima, pudesse criar…
fazer-se em mim.
Inaugurar
o que melhor tem
de seu na minha alma, no
meu céu, com o sentido que o todo lhe dá!
»

Olho nos teus olhos
O olho aberto...

Mergulho no Cosmos
Como poeta...
Francisco Coimbra
Enviado por Francisco Coimbra em 16/05/2006
Código do texto: T156987
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Coimbra
Portugal
785 textos (310469 leituras)
37 áudios (39564 audições)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 10:02)
Francisco Coimbra