Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A POESIA EM NOSSA VIDA -- A poesia e o poeta

Estimado amigo POETA e estimada amiga POETISA.
Quando a poesia entra em nossa vida fica difícil até mesmo de defini-la. Sei que ela nos leva e nos faz acreditar e ver algo que nossos olhos não vêem, nosso coração ainda não sentia.
Por mais que pareça tolo, o POETA, antes de mais nada, é alguém capaz de sonhar, de crer, de confiar, de ver a beleza de todas as coisas. Uma simples flor, um simples voar dos pássaros servem de inspiração. O POETA consegue perceber tamanha beleza.
A grandeza da vida está na sua pequenez, nas coisas pequenas que tantas e tantas vezes não vemos, não nos damos conta que existem ou as ignoramos. A beleza da vida consiste em poder contemplar tantos mistérios que os olhos não vêem, mas que a alma entende e acolhe, que o coração sente, pois faz parte da sua existência.
Para o POETA não existe amor escondido, segredo que não possam ser revelados, mas existem caminhos a serem trilhados, versos a serem escritos, pois neles se realiza a vida. O POETA sabe que a existência vale a pena e que os seus sonhos vão ajudar muitos a enxergarem melhor os seus próprios sonhos. Sabe que seus versos falam da alma, da vida, do coração, da paz, das virtudes. De tudo aquilo que outros não vêem, não conhecem, não sabem, não acreditam.
O POETA tem o dom de em versos descrever o mundo, suas entrelinhas, seus mistérios, suas belezas, sua grandeza.
Em cada verso, o POETA descreve emoções que transcendem ao finito e nos levam a ver a certeza da vida com suas belezas e magnitude.
O POETA não é mágico que disfarça as coisas ou inventa, ele, ao contrário, fala da realidade, da beleza e da verdade das coisas, pois seu coração abrange tudo, seus olhos brilham como luz, suas mãos tem toque de ternura, seu semblante é transparente.
Ser POETA é ser vida, presença, força, coragem, ternura, inspiração, encanto, beleza.
Ser POETA é poder ver não além dos montes, mas além da existência humana...
Dedico estas palavras com grande estima e admiração à todos os POETAS e POETISAS.

Abraços a você POETA e a você POETISA, pelo dom de ver o muno com olhos iluminados e iluminadores.

Hermes José Novakoski
Farroupilha junho de 2006

@Respeite os direitos autorais@
Hermes José Novakoski
Enviado por Hermes José Novakoski em 25/06/2006
Reeditado em 28/03/2008
Código do texto: T182036
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Hermes José Novakoski
Marituba - Pará - Brasil, 35 anos
478 textos (375721 leituras)
1 áudios (83 audições)
2 e-livros (440 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 00:08)
Hermes José Novakoski