Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TODA POESIA

( Especialmente, a todos os Poetas do Recanto, a todas as poesias )

Todas as poesias são belas
Nunca são meras
Nem  por acaso
Brotam  como nascente
Como uma torrente
Um desejo
Uma dor
Um sonho
Um prazer
Um beijo
No peito do  poeta
Que dispensa o tempo
O relógio
E ainda que todas as dores o perturbem
Que o sono  lhe falte
Que a paciência lhe esgote
Que perca todos os sorrisos
O  brilho
A alegria do momento
Não  há como deter,
proibir
Esconder, inibir
Pois até mesmo a mais dolorida
Das dores
Lhe inspira
Lhe   bafeja  rimas, versos e prosas
E como uma rosa em botão
Vai se abrindo
Pra  vida
E cada pétala, cada linha
Se transforma
Na mais bela das flores
Como  toda poesia.

angela soeiro
Enviado por angela soeiro em 27/06/2006
Código do texto: T183469
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
angela soeiro
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 52 anos
88 textos (3360 leituras)
1 e-livros (36 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:06)
angela soeiro