Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

STHEFAN   –  O SENHOR DOS TEMPOS


SUB.: STHEFAN, MEU GRANDE GAROTO

Eu bem me conheço e sei que tu já tens átomos, fragmentos e sombras que sinistramente enveredam, guiam e tranpoe-se à tua sabedoria de garoto.
Passageiro do mundo, feito de pai e mãe, carne e osso, alma e pescoço... "Coração colosso"!
Tu és como as páginas de um caderno em que as linhas, ainda brancas, escrevem-te versos pelos desertos, enxergam-te decerto, entre o tudo e o nada, o momento certo para a grande sabedoria da vida: O Aprendiz!
Sei que tu te perdes em longas reticências...
tu sonhas com grandes saltos em muros e vértices, geometricamente eloqüentes e arremessados no rumo do teu futuro ...
e numa linguagem mágica, tu escreves teu discurso, infinito, entre o céu e a terra.
E sei que sonhas além do sonho: ele não se encerra, e guia-se ao redor dos astros, levando poesias e melodias aos habitantes do seu tempo.
OH! Garoto, sei que tentas desbravar a noite como quem ganha uma partida de futebol:
__secretas noites de uma infância mágica.
Sei que, sendo seu criador, és a criatura mais sensacional criada neste planeta terra.
Tu desafia seus próprios montros e tuas frases brilham por onde passas, sábio que és, com tua dialética que sobrevoa a linda lua esférica, com tuas frases que cruzam oceanos e esfuziam-se ilimitadamente pelos ventos e cometas que banham o universo.
Lindo e querido garoto, você será lembrado pelo decorrer dos séculos, pois teu futuro já nasceu traçado em sinas, talvez um arrepio de teus gestos alcançará as grandes curvaturas do universo e buscará a estrela mais bela para completar a tua formosa partitura: " a tua própria orquestra, completa, repleta, perfeita.
Só tu, atravessa teu próprio sonho...
só tu, encanta corações com sorriso paralelo, belo, singelo ...
só tu, ilumina as tardes escolares pelas frestas dos olhares atentos...
só tu, liquefaz-se em lágrimas de sentimento puro...

Assim sendo eu morro em músicas líricas para ouvir teu derradeiro poema e sonho festivais de constelações luminosas para que tu acordes numa manhã morena: feliz!

Passe a vida cantando tua dança ousada e siga nas noites profundas com tuas belas risadas.
Garoto, imensas rotações te levarão
aos espinhos, esquinas, solidão.
Mas, se sonhas um sonho possível,
impossíveis atalhos inatingíveis,
apresentar-se-ão à sua frente,
(perdição ou sucesso)
e te darão esperanças, cenas de revolução,
como crianças com intuição,
como a fada e seu condão,
mas tu saberá escolher certo, com o coração.

Sê rápido, sorri
acene à cena
plante a semente, crie tua própria bandeira
e caminhe por este mundo dos homens como um verdadeiro cavalheiro, cidadão
expondo à humanidade
teu silêncio azul e,
imantado numa noite calma,
a tua fantástica alma.

"Para o meu, sempre garoto, "STHEFAN"

wildon lopes
01/07/2006
WILDON LOPES
Enviado por WILDON LOPES em 01/07/2006
Reeditado em 22/07/2006
Código do texto: T185828
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original ("você deve citar a autoria de AVIENLYW e o site www.wildon.com.br"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
WILDON LOPES
São Paulo - São Paulo - Brasil, 57 anos
269 textos (14476 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:19)
WILDON LOPES

Site do Escritor