Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema - Presente recebido da amiga Lívea Messina

DEDICO A AMIGA CÍNTIA BANDYDA , COM CARINHO

Dedico a você poetisa
Amiga,fiel companheira
Mulher de fibra
Guerreira
Apaixonada,sempre
Pela vida,pela arte,pelo amor!
Admiro sua garra,sua sensibilidade
E a sua veracidade em falar de amor!
Poeta de sorte,
Que tem uma grande mulher
Mulher apaixonada!!
Te admiro muito,querida
Admiro seu jeito de ser,

Sua maneira de encarar a vida,
E em sua amizade,encontro forças para caminhar!
Obrigado,poetisa.
Também adoro você!
Desejo-lhe dessa vida,
As melhores flores,
Os melhores frutos,
Dessa vida,desejo-te o melhor!
E aqui,uma "menina",como você me chama,
Que te admira,e que te deseja toda a felicidade do mundo,pois você merece!
PS:Quando eu crescer,
quero ser igual a você!!! rss
Beijos,Sua amiga Lívea



03/06/2006
Menina má!!! rsrsrs Me fazer chorar desse jeito!
Ai, fiquei emocionada demais pra dizer muita coisa, te agradeço de todo meu coração, por essas lágrimas de felicidade! Querida menina, que Deus esteja sempre contigo e tuas princesas! Que o amor que hoje vives, seja eterno e te faça muito feliz, porque mereces! Quando vc crescer, será melhor, muito melhor do que eu, porque apesar de jovem, és uma mulher forte e muito corajosa! Sou eu que te admiro, e sou grata por essa terna amizade que nasceu entre nós!
Beijos e lágrimas felizesss, Cintia Bandyda



14/6/2006 20h30 Sitonio
Como é bom sentirmos bem acompanhados. Abraços poéticos

14/6/2006 17h14 Edi Diniz
Vou chorar de novo Buaaaaaaaaaaaa Que lindo Cíntia fico muito feliz por ver toda essa Homenagens a vc. Vc merece ser muito feliz
Beijos Edi Diniz

14/6/2006 14h21 Lívea Messina
Q bom querida, q gostou da minha homengem. Vc é tudo isso e muito mais! Vc é uma grande poeta! Adoro vc! Beijocas, Livea 


                                                  


                                




Poema Presente recebido do Amigo Dionisio Teles

Foi-se a bandida

que se julgava manhosa - ardilosa

perdeu-se na vida - na lida

nasce outra mulher - carinhosa ...

Foi-se uma vida - vivida

nasce outra vida - vívida.

Qual de nós nunca foi bandido e/ou carinhoso ?




*Querido amigo, agradeço de coração as belas

palavras,  fiquei muito emocionada!





                              
                                           

Lívea Messina e Dionisio Teles
Enviado por Carinhosa em 15/07/2006
Reeditado em 30/04/2013
Código do texto: T194769
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carinhosa
Curitiba - Paraná - Brasil
657 textos (164702 leituras)
3 e-livros (397 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 09:31)
Carinhosa