Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Meu pai, minha inspiração!

Creio que todo tem seus heróis, a vida é feita deles!
Eu tenho os meus, são vários, mais o principal é um antigo conhecido: meu pai!
Um pouco de sua história:
Nascido em 1944 em Cambuí, nas Minas Gerais, com 16 anos deixou sua terra junto com uma empresa que construía rodovias.
Conheceu minha mãe em Extrema e em Vargem, já em São Paulo, eu nasci.
Passou por Bragança Paulista e veio para a Princesa da Colina formar seu lar, onde vive até hoje.
Da profissão iniciada aos 16 nunca saiu, trabalhando quase na totalidade dos anos como Encarregado de Pista.
Aposentou-se há muitos anos, mas continua trabalhando em outra empresa do mesmo ramo.
Um pouco de nossa história:
Desde pequeno sempre me incentivou a acreditar em Deus, católico praticante que sempre foi.
Deu-me os melhores exemplos mostrando-se sempre justo e somente por duas vezes ele me magoou: uma vez por ficar ao lado de minha mãe, assunto que dará ainda uma boa história, e outra quando lhe pedi para trabalhar com ele, também aos 16 anos, o qual ele me respondeu: -- Você não agüenta!
Na época não entendi, me ofendi!
Queria ser igual a ele, trabalhar duro, mas não era isso que ele esperava de mim. Queria que eu estudasse e tivesse uma vida melhor e eu, na minha incompreensão, resolvi então que se meu pai dizia que eu era um fraco então como tal deveria agir, e somente trabalhos mais leves procurei, ao mesmo tempo em que abandonei os estudos por 11 anos.
No fim eu era igual a ele nesse ponto, a garra com que me agarrava aos trabalhos era grande, cheguei na primeira empresa em que trabalhei a fazer num mês 144 horas extras, ainda com menos de 18 anos. Se alguém precisava, podia contar comigo, ainda sou assim, é genético!
Fiquei sabendo de histórias dele, através de outras pessoas que conheci ao longo do caminho, histórias que sempre confirmaram que a bondade realmente sempre fora seu ponto forte.
Nunca comentei nada com ele, não é necessário, ele sabe que eu sei, ele sabe que eu sinto e vejo o mundo de uma forma muito parecida com a dele!
Não vou jamais ser totalmente igual a ele, cresci num mundo diferente, meus valores se tornaram diferentes, minha vida se tornou diferente. Mas o seu bom exemplo é o que fez e faz a diferença nas mais diversas atitudes que tomei e que tomo, tanto profissionalmente como pessoalmente, pois com ele aprendi que não se deve dar ouvidos ao que dizem sobre alguém ou algum fato, é preciso olhar com o coração e ver tudo de maneira clara, buscando primeiro um lado bom, deixando que o tempo diga se estávamos certos ou errados.
Enfim, em toda a sua vida ele abusou do amor, que acabou transbordando em mim!
JGCosta
Enviado por JGCosta em 21/12/2009
Código do texto: T1988665
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JGCosta
Itatiba - São Paulo - Brasil, 46 anos
258 textos (23719 leituras)
2 áudios (505 audições)
20 e-livros (2665 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/11/14 19:23)
JGCosta



Rádio Poética