Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pai

( Débora Acácio 07/08/2004)

Pai, já não me interessa a tua idade,
o que tens, como e onde moras,
Simplesmente porque és pai.

pai sublime e maravilhosa missão
por misericórdia divina, aos homens em constante
resgate, concedida. Para uns ser pai é um carma
uma lide difícil dura e acariciada pela revolta.
Mesmo assim és PAI.

Pai fardo sem peso,
responsabilidade e maturidade a servir de exemplo
a almas outras, amigas ou não, de um passado distante esquecido na memória da vida por bondade de divina ao homem concedida.

Pai as vezes chora, outras sorri
As vezes bate, outras mata
As vezes é , outras não.
Mas na certeza de muitas vidas já vividas e outras a viver.
A missão será cumprida.

Ser Pai é ser tudo
Exemplo, modelo
que pela prole será seguido e respeitado
Mas pai sem amor Deus não concede
O pai se faz com amor,
pois este mesmo pai um dia foi um bom filho.
Ser pai é um mister sem fim,
ser pai é ser energico quando preciso,
é reconhecer-se como igual perante o mundo.
É saber-se filho de um mesmo e único PAI.

Pai não sei quem és,
Onde vives, se estás preso, se és livre.
Se és rico, se és pobre.
Se andas, se enxergas...
nada disso importa
Pois o amor não vê as coisas como o homem.
O que importa é que sejas...
PAI

Pai seja pai
Não importando se o teu mundo
é desnutrido, desprovido
Seja pai
Sem importar a estação do ano
Sem importar a condição do vento
sem importar quem é o teu filho
Pois teu filho é um presente,
doação para seu crescimento moral e espiritual
Teu filho é um presente de teu PAI
que nada pedes em troca apenas que seja
PAI

Débora Acácio
Enviado por Débora Acácio em 26/07/2006
Código do texto: T202409
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Acácio
Salvador - Bahia - Brasil, 44 anos
557 textos (18497 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 23:59)
Débora Acácio